Fale Conosco

3 de julho de 2012

Salão de Artesanato de CG encerra com sucesso de vendas



O 16º Salão de Artesanato da Paraíba encerra mais uma edição com sucesso de público e vendas. Em 20 dias, o evento movimentou mais de R$ 900 mil e foi visitado por 82.214 pessoas que viram o renomado trabalho dos artesãos paraibanos.

O volume de vendas superou em quase 100% o total do salão realizado no ano passado, em Campina Grande, quando em 17 dias foram comercializados pouco mais de R$ 500 mil.

Este ano, a tipologia mais procurada foi a de habilidade manual, com mais de R$ 154 mil em vendas, seguida das peças em couro (R$ 118.672) e algodão colorido (R$ 104.403). Apenas na Rodada de Negócios, realizada nos dias 12 e 13 de junho, foram movimentados mais de R$ 150 mil. “As grandes encomendas feitas durante o salão ainda não foram contabilizadas. Com certeza, o saldo é bem maior”, destacou a gestora do Programa do Artesanato Paraibano (PAP), Ladjane Barbosa.

De passagem pelo Maior São João do Mundo, muitos turistas prestigiaram a arte paraibana e, segundo Ladjane, a impressão foi extremamente positiva. “O Salão foi muito elogiado por todos, seja turistas ou os próprios paraibanos que ainda não conheciam a variedade e beleza do nosso artesanato”, disse.

Este ano, o tema escolhido foi “Tecendo Tradições”, e o universo colorido e minucioso das redes, com seus trançados e tramas, foi o foco do evento. Mais de 200 artesãos e associações de tecelagem expuseram suas peças e os visitantes puderam aprender sobre a técnica da tecelagem, em uma mostra especial na entrada do Salão.

Outras tipologias também fizeram parte dos estandes de vendas, como cerâmica, madeira, fios, fibra, algodão colorido, metal, couro, pedras, cordel, xilogravura, brinquedos, artesanato indígena, entre outras. O evento reuniu mais de 500 artesãos.

Como esperado, os dias de maior público foram a véspera (23) e o dia de São João (24). Juntos, nos dois dias, foram contabilizados mais de 19 mil visitantes. “O balanço deste Salão foi excelente. Prevíamos um aumento de 20% em relação à edição do mesmo período do ano passado e obtivemos quase 100%. O objetivo de divulgação e comercialização do artesanato paraibano foi atingido e os artesãos venderam muito bem”, afirmou a gestora do PAP.

O Programa de Artesanato da Paraíba é coordenado pela primeira-dama do Estado, Pâmela Bório. O PAP é vinculado à Secretaria de Estado do Turismo e Desenvolvimento Econômico e conta com a parceria do Sebrae-PB.