João Pessoa
Feed de Notícias

Salão de Artesanato da Paraíba realiza sua 25ª edição a partir do dia 18

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017 - 17:55 - Fotos:  João Francisco Secom Pb

A 25ª edição do Salão de Artesanato da Paraíba acontece este ano entre os dias 18 e 29 de janeiro, no Espaço Cultural, com o tema “Raiz cultural de um povo”. O evento, uma realização do Governo do Estado, por meio do Programa de Artesanato da Paraíba (PAP), contará com cerca de 400 artesãos, representando um total de mais de 3 mil profissionais envolvidos, apresentando peças produzidas com materiais como algodão colorido, madeira, metal, osso, fios, pedras e produtos como cordel, xilogravura e comidas regionais.

A abertura do Salão de Artesanato da Paraíba será às 19h do dia 18 deste mês. Nos demais dias do evento, as visitas poderão ser feitas das 16h às 22h. A expectativa dos organizadores é que 50 mil pessoas passem pelo Espaço Cultural para conhecer de perto os trabalhos dos artesãos paraibanos.

Durante a feira, serão homenageados 15 artesãos de diversas localidades do estado: Clovis Martins (Guarabira), Lindalva Maria Andrade Néri (Gurinhém), Maria Nazaré Neres (Baía da Traição), Gilma Pereira de Oliveira (Caaporã), Carmelita Anunciada da Silva (São Sebastião do Umbuzeiro), José Sales (Boqueirão), Lourdes Diniz (Campina Grande), João Batista Barreto (Nova Palmeira), João Avelino (Campina Grande), Emiliano Alves Pereira (Monteiro), João de Deus Cavalcante (João Pessoa), Joca dos Galos (Araçagi), Maria José Rodrigues Pereira (Serra Branca) e Chico Ferreira (Catolé do Rocha).

“Eles trabalham com materiais como madeira, ferro, couro, brinquedo popular, renda renascença, algodão colorido, que são alguns dos mais significativos do nosso artesanato. Eles são alguns dos representantes que trabalham há bastante tempo com isso, alguns com mais de 40 anos de ofício. Os trabalhos deles trazem uma raiz cultural de sua comunidade, da Paraíba, com os costumes que preservam e mantêm renovados”, comenta a gestora do PAP, Lu Maia.

Em uma parceria entre a Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), o Empreender-PB e o Procon-PB, foram investidos mais de R$ 500 mil para a realização da edição. O Salão também conta com o apoio da Agência de Vigilância Sanitária da Paraíba (Agevisa/PB) na capacitação e conscientização dos artesãos da gastronomia, como um primeiro passo para que os pequenos produtores se organizem e ofereçam seus produtos com registro.

PAP – O Programa de Artesanato da Paraíba (PAP) foi instituído no ano de 2003, por meio do decreto nº 26.647, para a preservação da cultura paraibana e sua identidade, fomentando o artesanato local, trazendo investimentos para educação e capacitação dos artesãos. Assim, este também faz o papel de incentivar o desenvolvimento econômico e incluir socialmente os artesãos cadastrados no PAP contribuindo assim para o desenvolvimento econômico local.

Com o intuito de valorizar e manter a qualidade do produto artesanal da Paraíba em 2004 foi instituída a Curadoria do Artesanato. Este setor é responsável por analisar, qualificar e registrar os artesãos e seus produtos. Com isso a inclusão social do artesão fica garantida bem como a preservação da cultura local.