Fale Conosco

5 de junho de 2014

Ruas abertas e pavimentadas viabilizam construção do Trevo de Mangabeira



31.05.14 governador visita obras joao pessoa viaduto mangabeira fotos roberto guedes 61 270x202 - Ruas abertas e pavimentadas viabilizam construção do Trevo de MangabeiraMais de 20 ruas nas imediações da obra do Trevo de Mangabeira já receberam intervenções do Governo do Estado. O objetivo é desviar o trânsito para dar continuidade aos trabalhos de construção do equipamento, que custará quase R$ 22 milhões em recursos estaduais. Atualmente, estacas de contenção de barreira estão sendo cravadas no solo para garantir a segurança durante a escavação da Avenida Hilton Souto Maior e do acesso às alças laterais.

Como ressaltou o diretor de Obras do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado da Paraíba (DER-PB), Hélio Paredes Cunha Lima, as intervenções nas ruas foram necessárias para garantir o fluxo de automóveis que passa pela Zona Sul. “Precisaremos desviar o tráfego que passa pelo local onde será erguido o viaduto. O próximo passo é fazer a sinalização desses desvios e desenvolver um trabalho de educação de trânsito com a população. Só depois disso é que vamos isolar tudo e começar a construção, que será feita por etapas”, explicou.

­­31.05.14 governador visita obras joao pessoa viaduto mangabeira fotos roberto guedes 7 270x202 - Ruas abertas e pavimentadas viabilizam construção do Trevo de MangabeiraHélio Cunha Lima também disse que os trabalhos atuais estão concentrados na preparação do terreno para as escavações. “As estacas estão sendo cravadas no solo. Essa é uma forma de evitar qualquer desmoronamento durante a escavação que será feita para rebaixamento da Avenida Hilton Souto Maior e das alças que interligam os acessos do trevo”, afirmou. “O projeto prevê que quem vem pela Hilton Souto Maior passará por debaixo do viaduto se quiser seguir em frente. E o viaduto vai interligar por cima a avenida Josefa Taveira, em Mangabeira, e a Walfredo Brandão, nos Bancários”, esclareceu.

Ainda de acordo com informações do DER-PB, outras ações estão previstas além da abertura e pavimentação das ruas do entorno: terraplenagem para rebaixamento da Avenida Souto Maior; e implantação das alças laterais do Trevo de Mangabeira e ainda construção de viaduto em concreto protendido; pavimentação asfáltica das pistas de rolamento; sistema de drenagem para as águas profundas e superficiais; iluminação ornamental; calçadas para pedestres, ciclovias; paisagismo; e sinalizações vertical e horizontal.

05.06.14 obras trevo mangabeira geraldo sergio fotos roberto guedes 5 270x202 - Ruas abertas e pavimentadas viabilizam construção do Trevo de MangabeiraExpectativa – Enquanto a população assiste à aceleração das obras, a expectativa de pedestres, motoristas e usuários de transportes urbanos é de melhorias. O caminhoneiro Geraldo Sérgio Marques, de 52 anos de idade, será um dos beneficiados. Segundo ele, o grupo de motoristas profissionais que trabalha na região está satisfeito com o projeto. “É um benefício para o bairro como um todo. Será bom porque proporcionará um melhor fluxo de veículos. Nós conversamos com o próprio governador para garantir nosso espaço de estacionamento, porque toda a cidade sempre procurou nossos fretes aqui. Afinal, pagamos impostos e geramos muito emprego”, observou.

05.06.14 obras trevo mangabeira gilvando lucas fotos roberto guedes 5 270x202 - Ruas abertas e pavimentadas viabilizam construção do Trevo de MangabeiraO estudante Gilvando Lucas Barbosa Melo Vieira, 21, acredita que a arquitetura do trevo estimulará a retirada rápida de veículos em caso de colisões. “O trânsito aqui é engatado, ou seja, os próprios motoristas atrasam mais ainda o fluxo. Isso porque durante pequenas batidas ficam esperando o órgão de trânsito na própria pista. Mas, com esse formato de trevo que está sendo construído o fluxo de veículos vai ser mais rápido e os órgãos terão que ser mais ágeis para limpar a pista, como acontece nas cidades grandes”, previu.

05.06.14 obras trevo mangabeira amanda machado fotos roberto guedes 6 270x202 - Ruas abertas e pavimentadas viabilizam construção do Trevo de MangabeiraAtualmente, Amanda Machado, 22, chega a gastar uma hora e 45 minutos para se deslocar de ônibus da Avenida Josefa Taveira até a UFPB no início da noite. Ela acredita que com o trevo esse tempo será reduzido consideravelmente. “Trabalho em Mangabeira, moro nos Bancários e estudo na UFPB. Além dos ônibus demorarem bastante para chegar à parada, o fluxo de veículos é muito lento. Com o trevo, a mobilidade ficará bem melhor para quem vem, por exemplo, do Valentina e de Mangabeira”, comentou.

Mobilidade – A implantação do Trevo de Mangabeira faz parte das obras de mobilidade urbana da Região Metropolitana de João Pessoa, dentro do Programa Caminhos da Paraíba. As demais intervenções são a duplicação e recapeamento da Avenida Cruz das Armas, a construção do Viaduto do Geisel, instalação de duas passarelas na BR-230 (beneficiando as comunidades de Boa Esperança e Renascer) e a pavimentação e urbanização da Perimetral Sul.

O Binário de Bayeux, que já foi concluído e está em operação, é outra ação de mobilidade urbana da região Metropolitana da Capital. Todas essas obras correspondem a um montante de R$ 75 milhões de investimentos, sendo a maioria do Governo do Estado e R$ 15,5 milhões federais.

Além da Grande João Pessoa, outras regiões do Estado, polarizadas por cidades populosas, foram beneficiadas com ações de mobilidade urbana. Entre elas estão Campina Grande, Patos e Cajazeiras.