João Pessoa
Feed de Notícias

Rômulo é recebido pelo ministro das Cidades e o presidente do FNDE

quarta-feira, 28 de setembro de 2011 - 19:04 - Fotos:  Jaciara Aires/Secom-PB

O vice-governador Rômulo Gouveia conciliou, na manhã desta quarta-feira (28), em Brasília (DF), agendas políticas e institucionais em uma curta viagem à Capital Federal, cujo objetivo foi o de acompanhar de perto pleitos do Governo do Estado junto a órgãos ministeriais e instituições sediadas no Distrito Federal. Ele considerou a viagem “extremamente produtiva”.

Pela manhã, o vice-governador participou de uma audiência com o Ministro das Cidades, Mário Negromonte, com quem tratou de pleitos relativos à habitação e ao sistema de transportes de cidades como João Pessoa e Campina Grande. “O Ministro Mário Negromonte se mostrou bastante receptivo com os nossos pleitos em relação a benefícios habitacionais e mobilização urbana”, comentou Rômulo Gouveia.

Na sequência, o vice-governador do Estado foi recepcionado pelo novo presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), José Carlos de Freitas, paraibano que assumiu a presidência do órgão no último dia 2 de agosto. “Fui recebido pelo presidente José Carlos de Freitas em uma visita de cortesia, saudando um conterrâneo que chegou à presidência de um órgão tão importante, mas também para reforçar os pedidos que o nosso governo vem solicitando ao FNDE na área de educação”, disse Rômulo.

Ele adiantou que foram abordados projetos do Governo do Estado para aquisição de transportes escolares e construção e reformas de creches e escolas, entre outros pleitos. “Fiz o convite e o presidente José Carlos se prontificou a vir à Paraíba e conhecer de perto nossos projetos e necessidades na área de educação”, revelou Rômulo.

Para Rômulo Gouveia, a ida a Brasília foi rápida, mas extremamente produtiva: “Foi uma viagem curta, de menos de um dia, mas bastante positiva na medida em que conseguimos tratar diretamente com o ministro Mário Negromonte e o presidente José Carlos de Freitas, do FNDE, das necessidades do nosso estado”.