João Pessoa
Feed de Notícias

Rio Mostra Paraíba é evento pioneiro e ocorrerá em abril

quarta-feira, 17 de março de 2010 - 16:50 - Fotos: 
A Paraíba será o primeiro Estado brasileiro a realizar uma semana de mostra artesanal e gastronômica no Centro de Referência do Artesanato Brasileiro, um conjunto arquitetônico do início do século XIX, localizado na tradicional Praça Tiradentes, no Centro do Rio de Janeiro. O lugar foi restaurado e inaugurado no ano passado com o objetivo de difundir a arte e a cultura brasileiras e também contribuir com o escoamento da produção artesanal. Lá será realizado o Rio Mostra Paraíba.

O Centro de Referência do Artesanato Brasileiro foi criado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em parceria com o Governo do Estado e a Prefeitura do Rio de Janeiro, com o propósito abrir espaço aos artesãos de todas as regiões do País que assim ganham a oportunidade de expor suas peças e tem acesso a consumidores, redes de varejo e segmento de arquitetura e decoração.

O Rio Mostra Paraíba será aberto no próximo dia 6 de abril com um show do grupo paraibano Clã Brasil que, ao lado de peças artesanais e gastronômicas, apresentará o melhor das nossas tradições.

Referência em artesanato – “O fato de a Paraíba ter sido escolhida como primeiro Estado para abrir os eventos nacionais do Centro de Referência do Artesanato Brasileiro demonstra que nosso rico e diversificado artesanato é reconhecido como uma referência nacional”, segundo avalia a presidente de honra do Programa de Artesanato Paraibano, a arquiteta Sandra Moura.

Ela acrescenta que o programa estadual tem procurado colocar a produção paraibana “nas mais importantes feiras e eventos do País, pois é uma forma de promovermos o trabalho e o desenvolvimento pessoal dos nossos artesãos”.  

Variedade de produtos
– O evento está sendo organizado pelo Programa de Artesanato Paraibano da Secretaria do Turismo e Desenvolvimento Econômico do Governo do Estado e pelo Sebrae Paraíba, que estarão levando peças das mais variadas tipologias artesanais como o labirinto de Chã dos Pereira, em Ingá; a cerâmica de Serra Branca, Cajazeiras, Maturéia, João Pessoa e Itabaiana; os bordados de Alagoa Nova; o batik de Catolé do Rocha; as fibras de Pitimbu; as rendas do Cariri paraibano; as bonecas de Esperança; o macramê de Boa Vista; os metais de Araçagi, entre outras.

Na gastronomia, a mostra vai ter a famosa cocada na quenga do grupo Mãos que se Ajudam, de Lucena; as cachaças Volúpia, Serra Limpa, Triunfo e Serra Preta; licores, rapadura, pimentas e doces caseiros.  

A organização técnica do evento está a cargo das gestoras do artesanato do Governo do Estado, Marielza Araújo, e do Sebrae Paraíba, Verônica Ribeiro, que contarão com a decoração do ambiente assinada por Glauber Castro e as vendas dos produtos ficarão a cargo dos técnicos Thullyo Miranda e Victor Cabral. Os artesãos paraibanos serão representados pela mestre Cláudia Vitorino, da Associação das Cabritas, da cidade de Boa Vista.

Goretti Zenaide, da Assessoria de Imprensa de Programa de Artesanato Paraibano