João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo visita fábrica de cimentos e anuncia recuperação da PB-044

terça-feira, 1 de outubro de 2013 - 18:11 - Fotos:  José Marques / Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho visitou, no final da manhã desta terça-feira (1), a fábrica de cimentos da Lafarge, localizada no município de Caaporã, que este ano está dobrando a sua capacidade de produção na Paraíba. Durante a visita, o governador anunciou que está prevista para o próximo mês a abertura da licitação para obras de recuperação e alargamento da PB-044, que vão melhorar o tráfego para três fábricas de cimento localizadas em Caaporã e Pitimbu.

Ricardo Coutinho e secretários de Estado foram recebidos pelo vice-presidente mundial da Lafarge, Jean Carlos Angulo, e o presidente da Lafarge Brasil, Alexis Langlois, que apresentaram o plano de expansão da empresa e o processo de produção do cimento na unidade de Caaporã. Este ano a Lafarge ampliou a sua capacidade de produção para 1,7 milhão de toneladas de cimentos/ano com investimentos de R$ 20 milhões. A fábrica de Caaporã gera 255 empregos diretos e cerca de 1.200 indiretos.

O governador destacou que com a ampliação da Lafarge mais as fábricas da Votorantim, Cimpor, Brennand e Elisabeth a Paraíba se tornará até 2015 o segundo maior polo cimenteiro do país, com uma produção de quase 10 milhões de toneladas ao ano. Acompanhado dos secretários de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Renato Feliciano, da presidente da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), Tatiana Domiciano, e do presidente do Porto de Cabedelo, Wilbur Holmes, ele conheceu de perto o processo de produção do cimento na fábrica desde a sua saída na mina de calcário até a transformação dos componentes químicos que resultam no cimento da marca Campeão, que é distribuído em todo o país.

De acordo com o presidente da Lafarge Brasil, Alexis Langlois, desde o início da atividade da fábrica, em 2010, quando o grupo adquiriu a unidade da Votorantim, foram feitos investimentos físicos com foco na saúde e na segurança dos funcionários, o que elevou a capacidade produtiva em mais de 20%. “Estamos há mais de um ano sem nenhum acidente de trabalho com afastamento, o que demonstra a marca muito forte da segurança e da qualificação do grupo”, ressaltou.

O executivo afirmou que a segunda fase de expansão prevê um investimento de R$ 24 milhões para a instalação no próximo ano de um novo filtro e sistema de transporte que acaba com a emissão de poeira. Ele agradeceu ao Governo do Estado pelos investimentos que fará na estrada que liga a fábrica a BR-101 e a PB-008, que serão importantes para o escoamento da produção e a segurança dos motoristas e moradores da região. “Estamos investindo bastante na emissão de gases e poeira. Estamos investindo na Paraíba porque temos o compromisso de crescer junto com o Estado”, completou o presidente do grupo Lafarge no Brasil.

Durante a visita, o governador Ricardo Coutinho e a diretoria da Lafarge se reuniram com os trabalhadores da fábrica. Ricardo falou da importância dos investimentos da empresa na geração de emprego e renda e na receita do Estado e garantiu que o Estado fará as obras de readequação de capacidade, restauração e alargamento dos 14 km da PB-044 (que ligará a BR-101 a PB-008). “Este será um investimento de cerca de R$ 12 milhões que vai preparar a rodovia em CBUQ com asfalto resistente ao trânsito das carretas de cimento e cana e que vai garantir mais segurança e agilidade no transporte”, ressaltou.

O governador destacou o bom momento econômico impulsionado pelos investimentos de R$ 2 bilhões da iniciativa privada que reflete na geração de 55 mil postos de trabalho nos últimos dois anos e no aumento este ano de 19,5% na arrecadação de ICMS do Estado. Ricardo avaliou como produtiva a conversa com a diretoria mundial e nacional da Lafarge sobre competitividade, escoamento da produção pelo Porto de Cabedelo e os investimentos do Estado na estruturação do Distrito Industrial de Caaporã. “Este é um processo que demonstra uma mudança profunda na administração focado na geração de emprego e renda não pelo Estado, mas pela criação de ambiente propício para o surgimento de empreendimentos privados que atua como multiplicadores dos empregos e distribuição da riqueza”, afirmou.

Ricardo também destacou a importância do contato com os trabalhadores da fábrica, na sua maioria de Caaporã, Pitimbu, Alhandra, e ressaltou que eles juntos com os demais trabalhadores da indústria serão responsáveis pelo cumprimento da meta de triplicar em 5 a 10 anos a participação da indústria no Produto Interno Bruto (PIB).

A presidente da Cinep, Tatiana Domiciano, afirmou que, além da excelente bacia de calcário na mata Sul, a Paraíba vem atraindo indústrias com a melhoria da sua infraestrutura como estradas, energia, incentivos fiscais que garantem a permanência e também a ampliação de suas produções. Ela destacou que empresas como a Lafarge geram empregos, qualificação dos seus funcionários, movimentam o comércio e geram receitas para o município de Caaporã e para o Estado. “É por isso que estamos investindo muito na infraestrutura para garantir de forma sustentável a vinda de mais indústrias para essa região”, finalizou.