João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo vai assinar decreto da Contrapartida Solidária

sábado, 14 de maio de 2011 - 10:43 - Fotos:  Francisco França/Secom-PB

Governador assinou decretos do Cooperar - Francisco França/Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho anunciou que irá assinar o decreto que cria a Contrapartida Solidária, no dia 27 de maio, em uma solenidade no município de Campina Grande. Durante discurso nesta sexta-feira (13),  em Sumé, para assinaturas de projetos do Cooperar o governador convidou todos os 223 prefeitos paraibanos a assinarem os dois primeiros editais nas áreas saúde e educação básica que serão lançados.

Durante sua fala, ao lado dos deputados estaduais Assis Quintans, João Henrique e Doda de Tião e de prefeitos da região do Cariri, Ricardo disse que o decreto da Contrapartida Solidária vai nortear as políticas sociais numa associação do Governo do Estado e das prefeituras no desafio em melhorar os indicadores e os serviços oferecidos para a população.

Ele adiantou que entre os pontos que serão previstos nos convênios é que as prefeituras adquiram os alimentos da merenda escolar diretamente dos agricultores. “Estamos trabalhando em várias frentes para oferecer as melhores condições para a população”, completou.

O governador admitiu que essa é uma caminhada difícil, mas acredita que não terá problemas com os prefeitos que querem mudar a realidade dos municípios. Ele frisou que os recursos estaduais serão distribuídos independentemente da cor partidária ou em quem votou na última eleição.

Cooperar - O chefe do Executivo Estadual e o gestor do projeto Cooperar, Roberto Vital, assinaram 12 convênios para construção de cisternas, passagens molhadas e privadas higiênicas que vão beneficiar associações e cooperativas de oito municípios do Cariri paraibano. Também foram distribuídos 50 mil alevinos a associações que atuam no açude público de Sumé e palmas forrageiras resistentes a praga da “Cochonila do Carmim”.

Foram distribuídos 50 mil alevinos em Sumé - Francisco França/Secom-PB

A assinatura dos convênios do Cooperar ainda contou com a presença de lideranças políticas da região e da população. Somente no Cariri o Cooperar está investindo até o momento R$ 885 mil que vão beneficiar 570 famílias nos municípios de Boa Vista, Caraúbas, Congo, Prata, São João do Tigre, São José dos Cordeiros, Serra Branca e Sumé.

Neste sábado (14), o governador também assina na cidade de Patos mais convênios na ordem de R$ 1,3 milhão para cooperativas e associações em nove municípios do Sertão. Até o dia 13 de maio o Governo do Estado, através do Cooperar, já realizou 83 convênios com associações e cooperativas beneficiando diretamente 5.500 famílias das regiões do Litoral, Curimataú, Seridó e Sertão. Os investimentos superam R$ 5,7 milhões.

O governador destacou que até fevereiro do próximo ano o projeto Cooperar irá investir R$ 22 milhões de dólares em projetos e o governo já trabalha em ritmo acelerado para renovar esse convênio junto ao Banco Mundial.

“Estamos correndo muito para colocar o Cooperar na rua porque sabemos da importância da agricultura familiar para que as pessoas tenham um nível razoável de vida e a Paraíba se desenvolva de baixo para cima. O homem só é livre se puder se sustentar do seu trabalho e do seu suor”, completou.

Ricardo também distribuiu palmas forrageiras - Francisco França/Secom-PB

O presidente da Associação dos Agricultores Familiar do município de Prata, José Clemente da Silva, destacou que a passagem molhada irá contribuir muito para os agricultores que na época de chuva são prejudicados pela falta de acesso, o que dificulta o escoamento da produção para a cidade. “Teremos condições de escoar a nossa produção, o que representará uma maior renda no final do mês”.

O agricultor Edgledson Sousa Rodrigues, da Associação de Desenvolvimento das Comunidades Rurais, destacou que 30 famílias serão beneficiadas com 27 cisternas que levarão água potável para os agricultores. “Hoje precisamos caminhar 6  km para termos acesso a água. Esperamos que esse sofrimento termine”, contou.

Alevinos – A Empasa possui uma meta de distribuir 10 milhões de alevinos este ano, sendo 1,8 milhão para povoamento de 142 açudes públicos existentes no Estado. O presidente da Empasa, José Tavares Sobrinho, destacou que a meta do programa é povoar os açudes disponíveis e popularizar o consumo no Estado de peixes de água doce. “Com o investimento na piscicultura estaremos gerando emprego e renda para os pescadores do Estado”, destacou.