João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo se reúne com diretor da ANEEL para discutir o uso da energia solar na Paraíba

quinta-feira, 28 de julho de 2016 - 16:26 - Fotos:  José Marques/ Secom PB

O governador Ricardo Coutinho se reuniu, nesta quinta-feira (28), na Granja Santana, com o diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone da Nóbrega, para discutir questões relacionadas ao uso da energia solar para o desenvolvimento de determinados setores e diminuição de custos com energia elétrica. Também participaram da reunião o presidente da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), Rodrigo Sauaia, o presidente da Agência Reguladora do Estado da Paraíba (ARPB), Ramalho Leite, e o diretor de fiscalização da ARPB, Fred Pitanga.

Na ocasião, Ricardo lembrou que o Estado possui um acordo de cooperação com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) para fortalecer e inserir de maneira sustentável o uso da irrigação utilizando sistemas solares fotovoltaicos na agricultura familiar e também destacou a utilização dessa tecnologia no Condomínio Cidade Madura.

“O residencial Cidade Madura de Guarabira será todo com energia solar fotovoltaica, uma inovação que estamos trazendo. Recentemente aprovamos uma lei de incentivo para energia solar que determina que os novos edifícios construídos no Estado usem essa energia. Reconhecemos que a energia solar pode ser um vetor de crescimento e de melhoria da qualidade de vida da população. Da parte do Governo temos todo interesse em estimular e implantar essa tecnologia”, ressaltou o governador.

A Paraíba tem cinco parques geradores já licitados todos no Sertão. Cada parque representa algo em torno de R$ 130 milhões de investimento, o que traz um grande fomento para a economia da região. De acordo com o diretor da Aneel, André Pepitone, a Paraíba desponta como um estado proeminente no uso da energia solar, devido às condições naturais, já que o Sertão tem uma das maiores incidências de irradiação, o que proporciona uma maior eficiência nos modos solares na geração de energia.

“Viemos apresentar ao governador Ricardo Coutinho, o empenho do Governo Federal e da Annel em introduzir a fonte solar na matriz elétrica brasileira. Estamos trabalhando com duas frentes, primeiro na geração distribuída, onde a Aneel aprovou um regulamento em que o consumidor residencial, comercial e industrial pode gerar sua própria energia e também trouxemos uma flexibilidade grande nesse regulamento, na linha que as usinas podem ser lá no Sertão, mas o consumo pode ser feito aqui na capital. A outra iniciativa é a geração centralizada por meio de leilões do Governo Federal”, comentou André Pepitone.

A Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica é uma entidade que representa as empresas e profissionais do segmento de energia solar fotovoltaica no Brasil. A Absolar agrupa mais de 150 empresas e incentiva o uso dessa energia em todo o país. “A nossa meta é fazer com que a energia solar fotovoltaica, uma fonte limpa, renovável e sustentável possa cada vez mais fazer parte da nossa matriz elétrica, auxiliando na geração de empregos de qualidade, contribuindo para desenvolver uma nova tecnologia para o país e ajudando a melhorar a eficiência e eficácia do setor elétrico brasileiro. O Estado tem um excelente recurso solar em especial no sertão. A Paraíba conta com 168 megawatts em projetos de usinas solares fotovoltaicas contratados e tem 22 projetos de micro e mini geração de energia solar. O sol agora pode ser um gerador de riquezas para o Estado”, concluiu o presidente da Absolar, Rodrigo Sauaia.