João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo recebe gestores do Fida e discute projetos para Cariri e Seridó

segunda-feira, 15 de julho de 2013 - 21:00 - Fotos:  José Marques/Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho recebeu, na tarde desta segunda-feira (15), na Granja Santana, gestores do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida) para tratar sobre a preparação e execução dos projetos a serem financiados dentro do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Cariri e Seridó (Procase). O programa foi lançado em dezembro do ano passado e vai investir cerca de R$ 100 milhões para o desenvolvimento de projetos sustentáveis e de inclusão produtiva de 55 municípios das regiões do Cariri e Seridó.

O  gerente de programas do Fida para o Brasil, Ivan Cossio, o oficial de programas do Fida no Brasil, Hardi Vieira, e o especialista financeiro do Fida no Brasil, Danilo Pisani, integram a missão do Fida para acompanhar o processo de elaboração dos projetos que começam a entrar numa fase decisiva. Também participaram da reunião o secretário de Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca do Estado, Marenilson Batista, o coordenador do Cooperar, Roberto Vital, e a gestora do Procase na Paraíba, Dirce Ostroski.

De acordo com Ivan Cóssio, o empréstimo dos 25 milhões de dólares do Fida, assim como a contrapartida de mais 24 milhões de dólares do Estado, associações e instituições parceiras, estão garantidos. Ele destacou que, terminada a fase de apresentação e de identificação dos projetos em seus territórios, é hora de terminar a formatação técnica para a garantia do sucesso dos projetos.

“Tivemos mais uma reunião produtiva com o governador Ricardo Coutinho e auxiliares do Governo do Estado que garantiram todo o apoio para a implementação do Procase. Ficaram acordado os mecanismos para a formatação final de vários projetos dos mais diversos arranjos produtivos nas regiões do Cariri e Seridó para depois o desembolso para a sua execução”. informou.  

O governador Ricardo Coutinho ressaltou a importância do programa para mais de 14 mil famílias a serem beneficiadas com ações de inclusão social e produtiva em 55 municípios que integram as regiões do Cariri e do Seridó.

Ele informou que dentro dos cerca de R$ 100 milhões a serem investidos serão destinados à inclusão produtiva de artesãos, pequenos mineradores, apicultores, agricultores familiares e agroindústrias. “Estamos criando as condições para desenvolver soluções no sentido de que as pessoas possam conviver com a estiagem e aumentar suas rendas. Para isso é essencial que o Procase possa convergir com outros programas desenvolvidos pelo Estado, como o Cooperar, Empreender, Água para Todos e as ações da Secretaria de Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca”, destacou,

A coordenadora do Procase na Paraíba, Dirce Ostroski, disse que os arranjos produtivos que estão sendo trabalhados são a caprinocultura, o artesanato (renda renascença, cerâmica, sisal e mineração), fruticultura resistente ao semiárido e o sisal. “Após o mapeamento dos arranjos produtivos e uma ampla discussão dos projetos em seus territórios, vamos entrar numa fase decisiva que é o financiamento dos projetos e a consolidação de parcerias com o Sebrae, BNB, Banco do Brasil, universidades, Emater, Emepa, Cooperar e Empreender”, afirmou.