João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo reativa Polícia Comunitária e anuncia reforço na segurança

quarta-feira, 20 de abril de 2011 - 20:09 - Fotos: 

 

Reativação do Posto de Polícia Comunitária garante segurança da comunidade - Ernane Gomes/Secom-PB

“Qualquer que seja a bandidagem vai enfrentar a determinação de um governo, de uma Polícia Militar e Civil que sabem que estão a serviço da cidadania e da legalidade. Não podemos permitir que áreas onde a população mora sejam dominadas por quem está na criminalidade”. A afirmação foi feita pelo governador Ricardo Coutinho, ao anunciar diversas ações que vão reforçar a segurança pública no Estado, destacando-se a nomeação de mais 150 integrantes da Polícia Civil, entre os quais 50 agentes policiais e 11 delegados, e a reativação do Posto de Policiamento Comunitário do Alto do Mateus.

O anúncio foi feito durante a solenidade alusiva ao Patrono das Polícias – Joaquim José da Silva Xavier (Tiradentes), realizada no final da tarde desta quarta-feira (20), na Escola Municipal Horácio de Almeida, no Alto do Mateus, onde a Polícia Militar, em parceria com outros órgãos da Segurança Pública, promoveu uma ação cívica social, com o objetivo de aproximar o policial da comunidade. Na ocasião, também foram entregues oito viaturas do Corpo de Bombeiros – seis de Auto Resgate (AR) e duas de Auto Busca e Salvamento Leve (ABSL) – e foi lançada simbolicamente a pedra fundamental da obra de construção da Base da Polícia Comunitária.

Governador assinou ato nomeando simbolicamente 150 integrantes da Polícia Civil - Ernane Gomes/Secom-PB

Segundo o governador Ricardo Coutinho, a implantação do policiamento comunitário, que vise a integração entre a polícia e a comunidade, é a única solução para que se devolva a população a proteção necessária e a tranquilidade perdida. Ele defendeu ainda a integração entre as Polícias Militar e Civil para se conseguir a eficiência desse trabalho, que também vai ser estendido a outros bairros da Capital.

“O Alto do Mateus é um exemplo claro disso. É um bairro de gente trabalhadora que quer viver sua vida e acreditar num futuro melhor. Não é lugar para meia dúzia de bandidos se entrincheirarem e tocarem o terror, extorquindo comerciantes e fazendo toque de recolher nas escolas e dominando a comunidade”, declarou.

Ricardo fez um reconhecimento público ao trabalho das polícias, comentando que muitas vezes se dá destaque aos acontecimentos como os assaltos a bancos com explosivos, mas não se divulga que mais de 50 pessoas envolvidas já foram presas no Estado. E citou ainda o exemplo do Alto do Mateus, onde uma quadrilha inteira foi presa sem ferimento a nenhum dos integrantes. No caso, somente os policiais foram atingidos.

Durante a solenidade, o governador Ricardo Coutinho homenageou o tenente Antônio de Souza Filho e o sargento Pedro Alcântara, além do sargento José Gerôncio da Silva (in memorian) com a Medalha Cruz de Sangue, por terem se ferido durante trabalho na defesa da ordem e da tranquilidade pública. Também foram nomeados simbolicamente 150 policiais civis, sendo 50 agentes policiais, 11 delegados, 50 escrivães, 24 peritos legais e 15 peritos criminais.

Ricardo homenageou policiais com a medalha Cruz de Sangue - Ernane Gomes/Secom-PB

A solenidade contou com a presença do secretário da Segurança e Defesa Social, Cláudio Lima, do comandante da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, do comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Jair Carneiro, entre outros auxiliares e autoridades civis e militares.