Fale Conosco

21 de novembro de 2011

Em Brasília, RC busca melhorias para malha viária e aeroportos



O governador Ricardo Coutinho viaja para Brasília nesta terça-feira (22) para cumprir agenda com a bancada federal, com o objetivo de apresentar propostas de emendas para a Paraíba. A reunião acontece a partir das 18h. Entre os pleitos, estão a construção da Alça Noroeste, em Campina Grande, e a ponte interligando os municípios de Cabedelo e Lucena, além de serviços para a modernização dos aeroportos Castro Pinto, em Bayeux, e João Suassuna, em Campina Grande.

As informações foram divulgadas no programa “Fala Governador”, transmitido pela rádio Tabajara, no início da tarde desta segunda-fera(21). A Alça Noroeste deve interligar a BR-230 com a BR-104, no sentido do Brejo, evitando que caminhões pesados transitem por dentro de Campina, sobretudo pela Avenida Canal. “A obra será de grande importância para o escoamento do tráfego, diminuindo os congestionamentos dentro da cidade”, explicou o governador.

A proposta inicial era de que o acesso viário fosse construído pelo Governo do Estado, contudo, ficou sob responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). “Estamos reforçando este pleito, pedindo, inclusive, que o Dnit licite a obra, agilizando também a liberação de recursos”, acrescentou.

Outra demanda voltada ao tráfego de veículos refere-se à construção de uma ponte interligando Cabedelo e Lucena. “Esta é uma obra muito importante, que favorecerá o transporte de cargas que chegam ao Porto de Cabedelo, facilitando o escoamento delas para o Litoral Norte paraibano e para outros estados”, destacou.

Ricardo Coutinho também vai pedir renda para perímetros irrigados na Paraíba, a exemplo dos 15 mil hectares previstos para o canal que vai de Acauã até Araçagi. “Queremos que sejam instalados os primeiros hectares irrigados, como os 7,2 mil da base dos rios Piranhas e do Peixe, além de projetos específicos para outras adutoras.”

Turismo – Ricardo também buscará benefícios para o turismo paraibano, como um reforço para as obras do Centro de Convenções e a modernização dos aeroportos João Suassuna e Castro Pinto. “Esse último deve alcançar, nesta terça-feira, a marca de um milhão de passageiros que desembarcaram no Estado este ano. É um motivo de comemoração para todos os paraibanos”, disse. Segundo ele, o Castro Pinto deve fechar 2011 registrando um aumento de cerca de 20% no movimento de pessoas chegando ao Estado.

O governador destacou que estas e as demais demandas a serem apresentadas estão antenadas com a perspectiva de desenvolvimento que a Paraíba já está vivendo. “Tudo tem ligação direta com o ritmo de crescimento que estamos traçando. Isso é algo a ser plantado, semeado. Estamos construindo o caminho para isso”.

Cadeia produtiva – Conforme Ricardo, o Governo do Estado segue desenvolvendo projetos para fortalecer cada vez mais a cadeia produtiva do turismo na Paraíba. Jacumã, por exemplo, localizada no Conde, Litoral Sul, receberá cerca de R$ 29,6 milhões só para obras de saneamento.

“A construção da alça de Jacumã terá 5,5 quilômetros de extensão e deverá acabar o engarrafamento crônico local, sobretudo nos finais de semana”, disse o governador, destacando a importância de obras de infraestrutura para o desenvolvimento turístico.

Serão investidos aproximadamente R$ 700 mil reais em obras de recuperação do Vale dos Dinossauros, em Sousa. “Além disso, vamos realizar ações para fortalecer o Polo Turístico, sobretudo o Centro de Convenções. Estamos trabalhando para que a Paraíba desenvolva as cadeias produtivas que se situam ao redor do Polo”.

Qualificação de professores – Ainda no programa radiofônico, Ricardo Coutinho destacou a informação repercutida pelo jornal Folha de S. Paulo, na semana passada, indicando a Paraíba como o Estado que paga o melhor salário de professores da rede estadual de ensino no Nordeste. “Desde o mês de abril, tivemos a oportunidade de não apenas cumprir o piso, como aumentar o rendimento mensal dos professores paraibanos em 29,8%. Hoje, eles recebem R$ 1.235 – quando o piso é de R$ 1.187 –, além de uma bolsa de R$ 230, destinada aos profissionais em sala de aula”, explicou Ricardo.

Ele destacou também a formação de 2.507 professores no curso Pró-Info que, além de qualificação, disponibiliza um netbook para cada profissional. Ao todo, o Governo está investindo R$ 4,9 milhões em recursos voltados para o curso e para a compra dos equipamentos. “Estamos dando suporte para que professores cumpram sua função cada vez melhor. Nossa meta é que todos os profissionais possam fazer o curso”.

Ricardo Coutinho também enfatizou a participação de quase 15 mil professores no processo de Formação Continuada, ministrado pela Universidade Estadual da Paraíba, e que será transformado em Especialização. Ao todo, estão sendo investidos R$ 8 milhões na qualificação.

Violência contra a Mulher – No Fala Governador, Ricardo Coutinho também destacou que, só este ano, o Governo já capacitou 266 profissionais paraibanos para atuarem nos serviços de assistência à mulher vítima de violência. “Também inauguramos a Delegacia da Mulher em Sousa e uma casa abrigo. Nos próximos meses, criaremos outro Centro de Referência em Campina Grande. Além disso, pensamos na independência financeira dessas mulheres, criando uma linha de crédito específica a elas, através do Empreender-PB”.

Na próxima quinta (24) e sexta-feira (25), o Governo do Estado vai promover, no hotel Ouro Branco, em João Pessoa, um seminário estadual da Rede de Mulheres Vítimas de Violência. O evento tem o objetivo de reunir representantes de municípios, do Estado, do Ministério Público, do juizado especial, de hospitais e dos serviços de referência, para discutir sobre o funcionamento da rede de assistência à mulher. O seminário acontece em alusão ao Dia Internacional de Luta contra Violência à Mulher, celebrado na sexta-feira.