João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo Peixoto abre exposição com obras nos banheiros do Espaço Cultural 

sexta-feira, 4 de novembro de 2016 - 11:59 - Fotos:  Divulgação

Projetos no Brasil e no Exterior vêm usando os banheiros como forma de aproximar as pessoas da arte. Isso mesmo! Arte no banheiro. Em João Pessoa, o artista visual Ricardo Peixoto abre, na próxima segunda-feira (7), a partir das 19h, uma exposição que vai ocupar os banheiros da Fundação Espaço Cultural.

Haverá ocupação da Funesc com a intervenção artística Wser, organizada pelo artista visual. A ideia é ocupar os banheiros desta unidade utilizando-se imagens e textos que dialogam com grafias diversas conhecida como literatura de banheiro. É uma forma de aproximar da arte e também uma forma alternativa de manifestação artística, conforme Ricardo Peixoto.

A exposição faz parte da primeira edição do projeto ‘Panapaná – Novembro das Artes Visuais’, que foi aberto na última quinta-feira, na Funesc. O evento se estende até o dia 16, no Espaço Cultural José Lins do Rego, com uma programação que reúne diversas atividades. O objetivo é dialogar com os artistas locais e a comunidade, por meio de exposições, leitura de portfolio, palestra, vivência artística, mural em Grafitti e intervenções artísticas.

O projeto está sendo desenvolvido por meio da coordenação de artes visuais da Funesc, que idealizou uma programação visando realizar atividades em consonância com o circuito nacional de artes. A programação conta com a participação do curador Moacir dos Anjos, exposições de Mina Minná e Alice Vinagre, grafitagem e performance de Carlos Melo.

Ricardo Peixoto – Fotógrafo e jornalista, o artista visual Ricardo Peixoto é graduado em Comunicação Social (UFPB). Atua profissionalmente desde 1989. Coordenou projetos de pesquisa e documentação (Fapesp/UFPB).

Em 1995, fundou a Agência Ensaio, ao lado de Marcos Veloso e Mano de Carvalho, a primeira agência de fotografia da Paraíba, atuante no fomento da produção fotográfica e atividades em comunidades de baixa renda, junto a alunos de escolas públicas e privadas.

Desde esta época organiza o Festival Lambe-Lambe de Fotografia, com atividades simultâneas durante o mês da Fotografia (agosto) em várias instituições culturais da cidade. Atualmente coordena um projeto que trabalha a utilização da imagem como instrumento de linguagem e formação profissional em projetos sociais nas escolas, universidades, fundações e instituições culturais de diversas cidades do país.

Curador do Museu da Imaginação, participou de vários salões e festivais nacionais e internacionais de fotografia e suas obras integram acervos e coleções no Brasil, Argentina, Áustria e França. Ministra oficinas, cursos, workshops e palestras pelo País há 15 anos.