João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo participa do lançamento do livro que marca a história do Programa Caminhos da Paraíba  

quarta-feira, 25 de outubro de 2017 - 16:26 - Fotos:  José Marques/ Secom PB

O governador Ricardo Coutinho participou, nesta quarta-feira (25), no Teatro Santa Roza, do lançamento do livro Caminhos da Paraíba que traz detalhes sobre o maior programa de construção e recuperação de estradas realizado na história do Estado. Por meio deste Programa, cerca de 2.400 km de estradas estão sendo implantados, com mais de R$ 1,3 bilhão de investimento e a retirada de 54 cidades paraibanas do isolamento asfáltico.

O livro traz uma cobertura especial sobre estas rodovias que mudaram a realidade de quase 230 mil habitantes dos 54 municípios que antes eram isolados. Foram cerca de R$ 600 milhões investidos em mais de 800 km de estradas. Prefeitos, o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Gervásio Maia, deputados estaduais, vereadores e auxiliares do Governo prestigiaram o lançamento do livro.

Na oportunidade, o governador ressaltou que o registro do Programa Caminhos da Paraíba em forma de livro é muito importante porque a memória é uma das faculdades mais relevantes de qualquer processo civilizatório. “Temos que lembrar das coisas para que vejamos o que a boa política é capaz de realizar. Em 2010, eu jamais imaginava que a Paraíba poderia construir 2.400 km de estradas e retirar todas as cidades do isolamento, mas isso foi possível, com o empenho de toda a equipe e muito trabalho. Este livro tem um significado especial porque representa a celebração do Programa Caminhos da Paraíba”, frisou.

Para Ricardo Coutinho, as estradas têm a capacidade de transformar a realidade de uma região, favorecendo o comércio, facilitando o transporte de produtos e a locomoção das pessoas de uma cidade para outra. “Os municípios se transformaram muito após a chegada do asfalto. Tinha cidade onde não havia um mercado ou uma farmácia e o comércio era fraco. As estradas trouxeram mais qualidade de vida e perspectiva de desenvolvimento para os municípios”, concluiu.

O secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, João Azevêdo, comentou que o livro sobre o Caminhos da Paraíba vem para festejar as transformações que as estradas proporcionaram em todo o Estado. “A mudança na economia, a geração de emprego, a melhoria no cotidiano da população, tudo isso é evidente após a implantação das estradas. Não é apenas o asfalto, cada estrada traz impactos positivos na economia e na vida dos paraibanos”, observou.

Homenagens – Durante a solenidade, o superintendente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Carlos Pereira, recebeu uma placa em reconhecimento ao trabalho desenvolvido no órgão. Ele está à frente do Programa Caminhos da Paraíba que modernizou a malha rodoviária paraibana. “O Caminhos da Paraíba é um grande desafio que estamos vencendo e que traz muitas alegrias todas as vezes que entregamos uma estrada. Tiramos as 54 cidades do isolamento e o trabalho continua”, afirmou.

O operador de equipamentos rodoviários, Sebastião Aureliano, é o funcionário mais antigo do DER ainda em atividade. Ele recebeu uma homenagem pelos serviços prestados ao órgão. “São 57 anos trabalhando no DER e queria trabalhar mais 50 anos se fosse possível neste órgão. Sou muito feliz por integrar esta equipe e estou emocionado por receber essa homenagem”, agradeceu.

Beneficiados - A cidade de Bernardino Batista, no sertão paraibano, possui cerca de 3.500 habitantes que foram favorecidos com a chegada do asfalto, por meio do Programa Caminhos da Paraíba. “Hoje nosso município tem outra realidade. Graças à pavimentação asfáltica, as pessoas podem ir e vir com mais comodidade, empresas começaram a fazer entregas na cidade e o fluxo de veículos triplicou. A população de Bernardino Batista foi muito beneficiada com a estrada”, afirmou o prefeito Gervázio Gomes.

Givaldo Limeira é prefeito de Coxixola, cidade com aproximadamente 2 mil moradores que enfrentavam muitas dificuldades quando o local não possuía ligação através de asfalto. “Com a estrada conseguimos diminuir o tempo de percurso entre os municípios. Além disso, a cidade passou a ser mais visitada por pessoas de outras localidades e estamos conseguindo ter mais desenvolvimento”, disse o prefeito.

“São Sebastião do Umbuzeiro saiu do isolamento em 2013 e hoje a cidade está em outro patamar. Além de não termos mais que enfrentar a estrada com lama e buracos, agora temos um comércio fortalecido, eventos mais movimentados e outras melhorias para os habitantes da região”, observou o prefeito de São Sebastião do Umbuzeiro, Adriano Wolff.

As 54 cidades - Os municípios que saíram do isolamento asfáltico são: Lastro, Congo, Poço José de Moura, Pedra Branca, São Domingos de Pombal, Aguiar, Frei Martinho, Igaracy, Caldas Brandão, São José de Caiana, Livramento, Salgadinho, São Sebastião do Umbuzeiro, Santana dos Garrotes, Riacho de Santo Antônio, Casserengue, Areia de Baraúnas, Camalaú, Lagoa, Matinhas, Tenório, Cacimba de Areia, Quixaba, Serra Grande, Mato Grosso, Curral Velho, Mãe D’água, São José de Espinharas, Amparo, Gado Bravo, São José do Brejo do Cruz, Joca Claudino, Poço Dantas, São José dos Cordeiros, Vista Serrana, Algodão de Jandaíra, Cacimbas, Bernardino Batista, Nova Olinda, Coxixola, Parari, São João do Tigre, Passagem, São Domingos do Cariri, Olivedos, Sossego, Barra de São Miguel, Santo André, Santa Cecília de Umbuzeiro, Santa Inês, Vieirópolis, Caraúbas, Natuba e Carrapateira.