João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo participa de Forró Acessível na praia de Cabo Branco

sábado, 15 de junho de 2013 - 13:22 - Fotos:  Walter Rafael/Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho participou do Forró Acessível, realizado na praia de Cabo Branco, em frente à Fundação Casa de José Américo (FCJA),pelo projeto Acesso cidadão – ao lazer, esporte, arte e cultura, que mais uma vez se superou e inovou nas atividades especiais durante toda a manhã deste sábado (15). O sol e a areia foi o cenário inusitado para, numa mistura de cores, ritmos e idades, cadeirantes, idosos e pessoas com vários tipos de deficiências fazerem a festa.

O governador conversou com os participantes do projeto Acesso Cidadão e destacou a importância da iniciativa.“Este é um projeto que tem uma força muito grande, em que o Governo tem o maior interesse e compromisso, ao participar desta luta e conquista de direitos fundamentais de uma parcela da sociedade. As cidades são muito cruéis para as pessoas com dificuldades de locomoção, mas isso vem mudando progressivamente. Em João Pessoa, já mudou muito no período em que governamos a cidade e é importante que isso continue, porque o projeto é uma expressão belíssima das possibilidades de inclusão especial”, declarou.

Após visitar o Forró Acessível, Ricardo dirigiu-se às instalações da Fundação Casa de José Américo para ver as obras de reforma, com investimento do Governo do Estado, que acontecem para favorecer a acessibilidade, através da construção de rampas em diversos setores e o auditório adaptado para receber cadeirantes. “São obras que dialogam com o projeto de acessibilidade, adaptando diversos setores desta importante instituição cultural, que preserva a memória e a história paraibana”.

Forró CidadãoNuma tenda montada na areia, a programação do arraial iniciou às 7h30, com um café da manhã. A seguir, apresentação artístico-cultural com uma diversidade de atrações. O Centro de Atividades Especiais Helena Holanda, com a banda Acredite, marcou uma quadrilha especial com pessoas de vários tipos de deficiências (visual, mental, paralisia cerebral), além de idosos, demonstrando suas potencialidades sem fronteiras. As atividades foram concluídas com animação de um trio pé-de-serra.

A alegria dos participantes estava estampada na face de cada um, vivendo momentos de superação e demonstrando lição de vida para a plateia. “Dançar, para mim, é uma liberdade e enxergando meus limites até onde posso ir”, disse Maria Marta. Alisson Moreira, mesmo com deficiência visual, já participou de várias apresentações e disse que sente-se muito feliz em dançar ainda que numa cadeira de rodas. Para Tudy, depender de uma cadeira de rodas não é problema nem impede sua felicidade. “Adoro dançar, adoro a vida”, acrescentou.

ProjetoO “Acesso Cidadãoao lazer, esporte, arte e culturaé fruto da parceria do Governo do Estado, com idealização e coordenação da Fundação Casa de José Américo e apoio da Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad), ong AC Social (Assessoria e Consultoria pela Inclusão Social) e Prefeitura Municipal. O objetivo é promover a inclusão social e permitir a acessibilidade às pessoas com deficiências e mobilidade reduzida às atividades simultâneas de esporte, cultura e lazer na praia. As atividades acontecem todos os sábados pela manhã, na praia do Cabo Branco, em frente à FCJA.