João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo participa de abertura da Campanha da Fraternidade 2016  

sábado, 20 de fevereiro de 2016 - 12:19 - Fotos:  Walter Rafael/Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho participou, na noite desta sexta-feira (19), da abertura da Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016. A solenidade aconteceu no Seminário Arquidiocesano da Paraíba “Imaculada Conceição”, no conjunto Castelo Branco, em João Pessoa. Esse ano o tema da Campanha é “Casa comum, nossa responsabilidade” e o lema: “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca”.

O secretário de Estado de Infraestrutura, dos Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, João Azevedo; o presidente da Cagepa, Marcus Vinícius; o secretário executivo da Administração Penitenciária, Agamenon Vieira, e a deputada Estela Bezerra, também participaram do evento.

Ricardo Coutinho agradeceu o convite a Dom Aldo Pagotto e à Igreja pela oportunidade de partilhar ideias e colocou o Governo do Estado à disposição da Campanha da Fraternidade, como parceiro. E abordou sobre a preocupação que todos devem ter com a sustentabilidade do planeta terra. “Nesta Campanha da Fraternidade vai se ouvir muito falar em sustentabilidade, fazer com que aquilo que o planeta produz dê para nossas necessidades atuais e principalmente futuras. Do contrário cada vez mais vamos ter menos florestas, menos chuva”, pontuou. Ele ressaltou que é preciso superar o sistema consumista que atinge o ser humano.

O governador também apresentou algumas ações de Governo que contribuem com a qualidade de vida das pessoas nas áreas de abastecimento d’água e saneamento ambiental. “O esforço da Paraíba é grande, nós estamos implantando mais de 875 km de adutoras. Isto é mais do que foi feito em 30 anos”, observou. Desse total de adutoras, 180 km já foram entregues. O Estado também está implantando 2.400 barragens subterrâneas; perfurados 700 poços artesianos. Para facilitar o recebimento da água dos carros-pipa nos municípios o Estado instalou 500 caixas d’águas. Foram também implantadas 15 mil cisternas, além de adutoras de engate rápido e distribuição de filtros para garantir água de melhor qualidade para famílias.

Segundo o governador, no Nordeste, a Paraíba detém o menor índice de perda de água tratada, 36,18%. Sergipe apresenta a pior taxa: 59,27%. A Arquidiocese da Paraíba reconheceu em dados apresentados na solenidade que o Governo do Estado avançou de forma significativa nos últimos cinco anos na questão de infraestrutura hídrica e de saneamento básico. E Ricardo citou ainda obras de esgotamento sanitário no esforço de ofertar mais qualidade de vida dos paraibanos, lembrando que em João Pessoa a cobertura urbana de abastecimento é de 100% e o esgotamento atinge hoje 72%. Campina Grande apresenta os percentuais de 100% (água) e 87,7%, esgoto. O governador destacou que o esgoto sanitário de Campina até 2013 praticamente não existia.

Combate ao aedes aegypti – Ricardo Coutinho ressaltou ainda que a Paraíba vem executando um plano de combate ao mosquito Aedes aegypti e é o Estado no país com maior número de casas visitadas. Lembrou que o aplicativo “Aedes na mira”, desenvolvido pela Codata para receber denúncias sobre focos do mosquito é referência nacional, sendo utilizado por vários Estados. “O remédio efetivamente é acabar com os focos de criadouros do mosquito, não há outra saída. 80% dos focos estão em nossas casas. A responsabilidade é de todos nós”, alertou.

O arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, comentou que o tema da campanha é abrangente sobre a segurança hídrica englobando a questão do saneamento básico e reconheceu os efeitos do plano do Governo do Estado. “Eu quero aqui enaltecer o programa do governador do Estado que partiu na frente há muito tempo. Nós temos um plano estrutural de segurança hídrica e um plano emergencial para o enfrentamento da escassez de água nos municípios”, pontuou.

No Brasil, 51% da população ainda não tem saneamento básico. “É preciso uma conscientização, a campanha chama a atenção das autoridades e da própria população. O grande objetivo é água no planeta, conscientização para a vida no planeta”, afirmou Dom Aldo.

O secretário João Azevedo afirmou que o tema da Campanha da Fraternidade é oportuno e tem a ver com o trabalho que o Governo do Estado tem feito nas áreas de água e saneamento básico. “Saneamento pensado de uma forma global, envolve desde água, esgotamento sanitário, drenagem pluvial e gestão de resíduos sólidos. Iremos participar efetivamente desta campanha exercendo aquilo que estiver ao nosso alcance”, disse. João Azevedo destacou que os investimentos do Governo do Estado em saneamento básico superam R$ 2 bilhões, incluindo o Canal Acauã-Araçagi, 875 km de adutoras, além dos sistemas de esgotamento sanitários, considerado o  grande desafio.

A solenidade teve como convidados, além dos padres, diáconos, representantes leigos das Paróquias e das pastorais, movimentos e serviços da Arquidiocese, as autoridades constitucionais, lideranças das Igrejas Cristãs e Associações de Catadores e Recicláveis. Antes da solenidade de abertura da CFE 2016, foi aberto o Ano Pastoral na Arquidiocese da Paraíba, com a participação do bispo da Diocese de Afogados da Ingazeira (PE), Dom Egídio Bisol, que é o Bispo Referencial da Liturgia no Regional Nordeste 2 da CNBB. (Esse Regional é composto pelas Dioceses de quatro Estados: Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Alagoas).