Fale Conosco

5 de dezembro de 2013

Ricardo participa das atividades do dia do Extensionista Rural



O governador Ricardo Coutinho participa, nesta sexta-feira (6), das comemorações pelo Dia Nacional do Extensionista Rural, com uma programação elaborada pelo Governo do Estado, por meio da Emater Paraíba, empresa vinculada à Secretaria do Desenvolvimento da Agropecuária e Pesca (Sedap). A solenidade começa às 9h30, na sede da empresa, localizada na estrada de Cabedelo. Antes, a partir das 7h, haverá apresentação e degustação de produtos oriundos da agricultura familiar, comercializados na feira do produtor, que acontece às sextas-feiras, no pátio da Emater.

Constam da programação uma exposição do acervo fotográfico da Emater, demonstrando os 58 anos de atuação da Extensão Rural na Paraíba, hasteamento das bandeiras (nacional, da Paraíba e da Emater), reabertura do programa de rádio da empresa e a entrega de troféus e medalhas para extensionistas nativos, inativos e por categoria.

Durante a solenidade, o governador fará a entrega de nove carros tipo Pickup, 99 aparelhos de GPS (Sistema de Posicionamento Global) e 62 microcomputadores que vão contribuir para o trabalho dos extensionistas rurais junto aos agricultores familiares.

Integram ainda a pauta da programação, assinaturas de termos de cooperação técnica com a Caixa Econômica Federal, Ministérios do Desenvolvimento Agrário e do Desenvolvimento Social e INSS.

História – Há 58 anos, a população rural da Paraíba conta com o trabalho dos extensionistas rurais da Emater Paraíba. São eles que levam novos conhecimentos à agricultura familiar para melhorar a produtividade, produção agropecuária e a qualidade de vida no campo.

O 6 de dezembro, além de ser o Dia do Extensionista, é também dedicado à Extensão Rural Brasileira. A data é comemorada nacionalmente.

Na Paraíba, a extensão rural começou em 1955, com a abertura de escritórios locais nos municípios de Guarabira, Alagoa Grande, Caiçara e Serraria, subordinados a época à Regional do Recife.

O serviço alcançou a autonomia em 1959, passando a denominar-se Associação Nordestina de Crédito e Assistência Rural, que se popularizou como Ancar Paraíba. O público meta era a família rural paraibana, em cujo programa de trabalho constava conhecimentos agropecuários disseminados pelos extensionistas, como agrônomo, veterinários e técnicos agrícolas, também com uma programação de economia doméstica, saúde, alimentação e educação.

m 1964, a Ancar contava com 18 escritórios locais, três regionais e escritório estadual de coordenação dos trabalhos, sediado em João Pessoa. Em 1975, o serviço foi transformado por lei estadual de associação em empresa pública, com o nome de Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater Paraíba), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e Pesca.

Hoje, o trabalho dos extensionista alcança todos os 223 municípios paraibanos. São mais de 200 unidades operativas, 15 escritórios regionais e um escritório central, atendendo um público de mais 184 mil famílias rurais. Atualmente, a Emater conta com o trabalho de 794 servidores nas mais diversas áreas de conhecimentos técnicos/administrativo, para atender as demandas da agricultura familiar, público alvo da empresa.