João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo lança projeto Acolher para beneficiar idosos institucionalizados

segunda-feira, 26 de agosto de 2013 - 16:40 - Fotos:  Roberto Guedes / Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho lançou, na manhã desta segunda-feira (26), no auditório do Colégio das Lourdinas, o programa “Acolher – Não é só pela idade. É por mais dignidade” para melhorar a qualidade de vida dos idosos que vivem em Instituições de Longa Permanência (Ilpis). O investimento é de R$ 2 milhões, com recursos do Orçamento Geral do Estado. Na Paraíba existem 37 Ilpis, com 1.400 pessoas institucionalizadas.

Na ocasião, foi lançado o edital de chamada pública que selecionará as Instituições para serem beneficiadas. As Ilpis devem fazer a inscrição na sede da Sedh ou via sedex apresentando toda a documentação e o projeto (proposta) que deverá contemplar a área socioassistencial, saúde e infraestrutura até o dia 20 de setembro.

Em seguida, uma comissão irá analisar as propostas e no dia 27 serão anunciadas as Ilpis contempladas. A assinatura do convênio será realizada dia 1º de outubro.

O governador Ricardo Coutinho ressaltou que conhece de perto as condições e limitações de alguns idosos institucionalizados e destacou a importância do projeto: “A grande maioria das Instituições não está regularizada e às vezes não tem condições básicas como piso antiderrapante, acessibilidade, camas suficientes, água quente, coisas necessárias para uma fase da vida, que, de certa forma, tem uma fragilidade mais acentuada. O Governo do Estado chamou para si a responsabilidade, apesar de não ser dele, porque isso é responsabilidade para municípios que têm população acima de 50 mil habitantes. E estamos lançando o Projeto Acolher com recurso inicial, para este edital, na ordem de R$ 2 milhões”.

Ricardo explicou que a aplicação dos recursos, que será feita por meio do edital, deverá ser 50% para custeio e 50% para investimentos na adequação dos espaços.

A secretária do Desenvolvimento Humano, Aparecida Ramos de Meneses, lembrou as ações do Governo do Estado para a pessoa com 60 anos ou mais: “Além do projeto Acolher, que estamos lançando hoje, atendemos a população idosa que frequenta os 16 Centros Sociais Urbanos (CSUs), onde foram investidos cerca de R$ 2 milhões para a recuperação dos prédios. Nos CSUs são oferecidas atividades sociais, dinâmicas, oficinas, pintura, palestras, entre outras. Também tem o projeto habitacional Cidade Madura, que está em fase adiantada de obras, um condomínio fechado com toda infraestrutura para pessoas idosas. O maior desafio de um país e de um Estado é aliar longevidade com qualidade de vida”.

Olhar atento – A equipe da Sedh, em conjunto com uma comissão formada por Ministério Público, Conselho Regional de Enfermagem, Corpo de Bombeiros e outros órgãos realizaram visitas às Instituições para detectar a situação em que vivem os idosos. Duas Ilpis chegaram a ser interditadas e estão providenciando a legalização para poder voltar a funcionar.

Diante dos relatórios que foram elaborados depois das visitas, o Governo do Estado lança este edital com o intuito de apoiar e melhorar a qualidade de vida das pessoas que vivem nestes locais”, disse a coordenadora estadual da Política da Pessoa Idosa da Sedh, Gabrielle Vasconcelos.

Apresentações – Algumas instituições levaram os idosos para prestigiar o evento e realizaram apresentações como a Associação Promocional do Ancião – Dona Licota Carneiro da Cunha Maroja (Aspa), de Santa Rita, em que o grupo fez uma dança típica do Centro-oeste.

No início, o grupo de idosos de pífano de Campina Grande também fez apresentação e o grupo Fênix, também da terceira idade, dançou encantando a todos.

Autoridades também prestigiaram o lançamento do projeto Acolher como o promotor Valberto Lira, representando o Ministério Público; o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Jair Carneiro; o arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto; pastor Estevam Fernandes, entre outros. Ainda marcaram presença no evento, a secretária de Comunicação, Estela Bezerra, a executiva da Saúde, Cláudia Veras, além dos deputado Hervázio Bezerra,João Gonçalves, Edmilson Pereira e Lindolfo Pires.