João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo lança campanha em alusão ao Dia Internacional da Mulher

segunda-feira, 6 de março de 2017 - 15:47 - Fotos:  José Marques/ Secom PB

O governador Ricardo Coutinho lançou, nesta segunda-feira (6), no Palácio da Redenção, a Campanha de Valorização e Cidadania das mulheres paraibanas “Somos Mulheres, temos voz e temos vez”, que estreia em mais de 40 portais de comunicação com peças virtuais para internet e um spot de rádio que será veiculado em emissoras do interior do Estado. Na ocasião, também foi lançado um calendário de ações com mais de 40 atividades que abrangem áreas como educação, segurança e saúde, em alusão ao Dia Internacional da Mulher.

Em seu pronunciamento Ricardo Coutinho lembrou que em 2011 havia apenas 16 cidades paraibanas com instrumentos voltados para a promoção dos direitos das mulheres, ressaltando que atualmente esse número chega a 48 municípios. “Temos um crescimento significativo de cidades que têm políticas públicas para as mulheres e o Estado incentiva através de repasse de equipamentos e instrumentos, porque entendemos que isso é fundamental para diminuir a vulnerabilidade de gênero, diminuir a violência, enfim, é essencial que a Paraíba continue avançando nessas políticas públicas”, disse.

O governador ainda destacou alguns avanços que a Paraíba alcançou por meio das políticas públicas para mulheres. “Tenho a consciência muito clara que o Governo do Estado tem um papel fundamental no avanço das políticas públicas. Criamos, por exemplo, o dispositivo da mulher segura, para diminuir a violência contra a mulher, temos um projeto com a educação para atingir os mais de 300 mil estudantes com uma temática de conscientização da importância do combate à violência contra a mulher, enfim, estamos fazendo muita coisa. Este é um trabalho permanente que serve às mulheres e à sociedade como um todo”, concluiu.

“A semana em que se comemora o dia da mulher é um período de reflexão sobre os avanços do que vem sendo feito em relação à inclusão e igualdade de gênero. Hoje, o Governo do Estado inicia essa campanha para que haja mais valorização da mulher e respeito dos seus direitos. Infelizmente, ainda existe muita violência e discriminação contra a mulher, mas estamos avançando muito em toda a Paraíba, Nós lutamos por igualdade, queremos e merecemos igualdade de direitos e oportunidades. É hora de unir a sociedade na defesa dos direitos da mulher para que ela possa crescer, se desenvolver e ter dignidade”, afirmou a vice-governadora Lígia Feliciano.

Durante o evento também foi entregue material de comunicação para gestão de políticas públicas para as mulheres, como banner, caderno de textos, faixas, placas de sinalização e cartazes, para gestoras de 40 municípios que assinaram Termo de Compromisso com o Governo do Estado para a implantação de órgãos de políticas públicas específicas para mulheres e igualdade de gênero. No final de março, serão entregues equipamentos e mobiliários aos municípios.

A secretária da Mulher e Diversidade Humana, Gilberta Soares, afirmou que o lançamento da campanha marca o início de uma série de atividade e vem valorizar o trabalho e a importância da mulher na sociedade. “Essa campanha é de mentalidade e vem para ser utilizada como um trabalho educativo. Fizemos uma capacitação nos municípios e vamos entregar um kit para ajudar os gestores a estruturarem seus órgãos de políticas para mulheres. A campanha ajuda a partir do momento que ela conscientiza a população sobre a importância do trabalho das mulheres, sobre o combate à violência e valoriza as políticas públicas voltadas para as mulheres nos municípios paraibanos”, explicou.

A prefeita do Conde, Márcia Lucena, presente à solenidade, aproveitou a ocasião para ressaltar a relevância da ocupação de cargos políticos por mulheres. “As mulheres têm uma vontade muito grande de construir coletivamente. É muito importante destacar a importância das mulheres ocuparem espaços políticos, como em diversas prefeituras, para mostrar que somos capazes e que também podemos ser boas gestoras. Agradeço ao governador Ricardo Coutinho pelo espaço dado à mulher em sua gestão e pelas políticas públicas implantadas. Momentos como esta solenidade são fundamentais para a valorização da mulher paraibana”, enfatizou.

“É muito bom participar do lançamento desta campanha, porque aqui estamos lutando pelos direitos das mulheres e para reafirmar que temos um caminho a construir. Faço parte de um projeto que criou as políticas públicas na Paraíba e temos que continuar com este compromisso de valorizar a vida, a diversidade e o trabalho das mulheres”, ressaltou a deputada estadual Estela Bezerra.

Lourdes Meira é representante da União Brasileira de Mulheres e destacou que, no dia 8 de março, mulheres do Brasil e outros países irão às ruas para lutar pela igualdade de gênero e por respeito aos direitos da mulher. “Através do movimento feminista nos unimos às mulheres de todo o mundo na luta pela vida e em favor dos direitos das mulheres. Faremos uma grande mobilização no Dia Internacional da Mulher para lembrar a importância de políticas públicas para as mulheres”, disse.

Ações na Saúde – Como estratégia de política pública na área de saúde da mulher, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde, fará parceria com o projeto Caravana Círculo do Coração e oferecerá obstetras para atender mulheres grávidas com foco na promoção da saúde materna e redução dos índices de mortalidade materna no Estado. Em 2016, o número de morte materna chegou a 43. Em 2015 foram registrados 32 mortes de mulheres.

Ações na Educação – Serão lançadas duas cartilhas educativas para professores e alunos com temas sobre o enfrentamento da violência contra mulheres. De 13 a 17 de março, um total de 760 escolas estaduais do Estado realizará atividades pedagógicas utilizando as cartilhas mobilizando a rede estadual de educação. As cartilhas serão lançadas na escola cidadã Heliton Santana, no município de Santa Rita, quando será apresentada a campanha Quem Ama Abraça, do Instituto Avon.

Ações na Segurança – As 13 unidades de Delegacias Especializadas das Mulheres realizarão intervenções de ruas, com panfletagem e alerta sobre a importância de denunciar casos de violência, enquanto o programa Mulher Protegida fará entrega dos dispositivos móveis. Em 2016, houve redução de 14,2% de homicídios de mulheres em relação a 2015 e uma redução acumulada de 34% desde 2011.