João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo lança Campanha Estadual de Combate à Dengue

segunda-feira, 18 de março de 2013 - 16:35 - Fotos:  José Marques / Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho conclamou todos os prefeitos, secretários de saúde municipais, agentes de saúde e a população paraibana a se envolverem diretamente nas ações de prevenção e combate à dengue no Estado. O chamamento foi feito durante o lançamento da Campanha Estadual de Combate à Dengue 2013, na manhã desta segunda-feira (18), em solenidade no Palácio da Redenção.

Ricardo Coutinho demonstrou “extrema preocupação” com o problema da dengue, que já atinge 1.248 casos este ano, representando um aumento de 48,4% em relação a igual período do ano passado. Sobre a campanha o governador afirmou que ao Estado cabe coordenar, dotar as regionais de saúde de equipamentos capazes de fazer esse combate, bem como divulgar, difundir idéias de combate à dengue, e articular outros setores como a educação.

O governador disse que a campanha de prevenção e combate à dengue também estará presente nas 827 escolas estaduais, com o compromisso permanente dos 25 mil professores, dos cerca de 14 mil funcionários técnicos e a conscientização dos mais de 350 mil alunos.  Nas escolas serão exibidos vídeos, leitura direcionada, pesquisa de campo na escola e na comunidade, palestras, dramatizações, distribuição de material educativo, trabalhos com pintura e colagem.

“Aos municípios cabe o papel de agir na ponta, com os agentes de saúde, cabe a busca dos focos, as notificações dos casos”, destacou Ricardo Coutinho.  Ele citou que em 2007, numa visita à Cuba, foi informado de que aquele país somente venceu e controlou a dengue por meio do envolvimento pessoal de cada um com responsabilidade social. E disse ser preciso fazer varreduras constantes de combate à dengue. “Eu acho que a única fórmula é a mobilização social, que é fundamental para se controlar a dengue”, comentou.

Para o dia 25 de março, no lançamento do novo edital do Pacto pelo Desenvolvimento Social da Paraíba o governador determinou a distribuição de um material impresso específico para os 223 prefeitos e secretários municipais de saúde. “Essas pessoas, esses gestores são os responsáveis diretos pelo combate nos municípios e poderão fazer muito para que a gente possa ter  o controle sobre a dengue dentro do nosso Estado”, afirmou.   Ricardo informou ainda que a Secretaria de Saúde fará novos contatos com o Ministério da Saúde para pleitear mais recursos para as ações de enfrentamento à dengue.

As Secretarias da Educação e da Comunicação Institucional também estão atuando na campanha que tem o slogan: “Dengue. É na água parada que mora o perigo”. Mídias para TV, rádio, e um milhão de folders foram produzidos. Os agentes multiplicadores da campanha contra a dengue usarão camisas e bonés padronizados para facilitar o acesso nas localidades. Em 90% dos casos os focos do mosquito estão nas residências. Pneus, garrafas e jarros de plantas sãos os objetos focados pela campanha.

A Secretaria da Saúde tem realizado o manejo clínico da dengue com classificação de risco para médicos e enfermeiros da rede assistencial das macrorregiões do estado; qualificação para trabalho de campo dos agentes de endemias, dentre outras ações. 

Números da dengue – Na ocasião, o secretário de Estado da Saúde, Waldson de Souza, apresentou os números da dengue no Estado e fez um relato das ações e investimentos realizados. Para o dia 5 de abril está previsto o Dia D Estadual contra a Dengue, em Campina Grande, e no dia 12 de abril a ação será levada a todas as 12 Gerências Regionais de Saúde, (GRS), com ações de mobilização e prevenção por todo o estado.

Em 2012, a redução dos casos notificados foi de 30% em relação a 2011. Na comparação com o período de janeiro a 14 de março do ano passado, este ano houve um aumento de 48,4% no número de notificações, totalizando 1.248 casos. Dez municípios concentram 56,8% dos casos notificados até agora: João Pessoa, com 282 casos; Brejo dos Santos, 71; Cajazeiras, 65; Teixeira, 62; Cabedelo, 61; Arara, 47; Santa Cruz, 38; Patos, 33; Esperança, 27 e Bernardino Batista, com 23 casos de dengue.

Em sua explanação, o secretário Waldson Souza citou que no ano de 2010 foram registrados 105 casos graves de dengue. Em 2011, foram 259, e no ano passado 166  casos graves foram registrados. Agora em 2013 as estatísticas apresentam 10 casos graves. Quanto aos óbitos, em 2010, ocorreram cinco;  em 2011, nove; no ano passado, 14 mortes; e este ano já foram registrados dois óbitos e dois estão sendo investigados.

A solenidade foi prestigiada pelo vice-governador Rômulo Gouveia; a secretária da Educação, Márcia Lucena; o secretário executivo da Comunicação Institucional, Paulo André Leitão; o superintendente do Hospital Universitário “Lauro Wanderley”, João Batista da Silva; e a gerente executiva de Vigilância em Saúde, Talita Tavares, que apresentou a campanha publicitária de 2013 de combate à dengue.