Fale Conosco

19 de julho de 2013

Ricardo inaugura primeiro trecho da Rodovia da Reintegração



A pavimentação do primeiro trecho da PB-228 – Rodovia da Reintegração – ligando as cidades Assunção e Salgadinho, será inaugurada pelo governador Ricardo Coutinho neste sábado (20), às 17h30. O trecho tem uma extensão de 15 km e o investimento foi de R$ 13,5 milhões.

Entre Assunção e Salgadinho, na Serra da Viração, foi construída uma terceira faixa com 1,8 km de extensão para facilitar o tráfego de veículos pesados. A solenidade de inauguração vai acontecer na Rua José Maciel de Souza, no centro de Salgadinho.

A Rodovia da Reintegração, em execução pelo Governo do Estado, tem uma extensão total de 84,2 km. A rodovia interligará os municípios de Assunção, Salgadinho, Areia de Baraúna, Passagem, Quixaba, entroncamento com a BR-230 e acesso a Cacimba de Areia. A obra inclui a restauração e adequação de capacidade do entroncamento da BR-230 para Assunção, com 8 km. A ordem de serviço foi assinada no dia 7 de dezembro de 2012.

A obra tira do isolamento rodoviário por rodovias asfaltadas as cidades de Salgadinho, Areia de Baraúna, Passagem, Quixaba e Cacimba de Areia. O investimento total é de R$ 62.409.907,92.

Dividida em dois lotes, a obra é uma das maiores de pavimentação rodoviária dos últimos anos na Paraíba. O lote I (39,3 km) contempla trecho entre Assunção/Salgadinho/Areia de Baraúnas/entroncamento do acesso a Passagem, com valor estimado de R$ 35.209.982,29. O lote II, com 37 km, vai do acesso a Passagem/Quixaba/Entroncamento da BR-230, inclusive os acessos a Passagem e Cacimba de Areia. O valor estimado é de R$ 27.199.925,63.

Com a obra, integrante do Programa Caminhos da Paraíba, o Governo do Estado contempla uma população de 117.141 habitantes, incluindo a de Patos. A rodovia terá um tráfego médio diário no primeiro ano de 1.091 veículos entre automóveis, camionetas, ônibus, caminhões e motos. É previsto um aumento acentuado com o desvio do tráfego que demanda para o Sertão e vice-versa, através da BR-230, reduzindo os riscos de acidentes na Serra de Santa Luzia.

Na obra são executados serviços de terraplenagem, pavimentação asfáltica, seis novas pontes em concreto armado, drenagem profunda e superficial, cercas com estacas de concreto, recuperação de áreas degradadas, paisagismo e sinalização horizontal e vertical.