João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo inaugura Citta e assina protocolos para instalação de empresas de TI

quarta-feira, 9 de outubro de 2013 - 20:52 - Fotos:  José Marques/Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho inaugurou, na tarde desta quarta-feira (9), a primeira etapa do Centro de Inovação e Tecnologia Telmo Araújo (Citta), que começa a operar fomentando o desenvolvimento de pesquisa e atraindo novos empreendimentos tecnológicos. Ao lado do vice-governador Rômulo Gouveia, do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, e do diretor executivo do Citta, Thompson Mariz, ele ainda assinou três protocolos de intenções para instalação de instituições e empresas de tecnologia da informação (TI).

O Governo do Estado e o Governo Federal investiram R$ 1,7 milhão para a conclusão da primeira etapa do Citta, que está sendo instalado numa área de 2,3 ha, desapropriada pelo Governo do Estado em 2008. “O Citta atuará como uma âncora que atrairá ao final da gestão 50 empresas de pesquisa e inovação e consolidará Campina Grande como polo de tecnologia da informação”, destacou Ricardo.

Durante a solenidade de inauguração, também foram assinados protocolos para implantação do Centro de Desenvolvimento de Soluções Embarcadas, uma parceria do Laboratório Embedded, da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), com o Instituto Venturus, para a implantação do Centro de Desenvolvimento de Tecnologias Estratégicas em Saúde, do Núcleo de Tecnologia Estratégica de Saúde (Nutes) da Universidade Estadual da Paraiba (UEPB) e do Centro de Desenvolvimento de Tecnologias Estratégicas para o Desenvolvimento de Cidades.

O governador Ricardo Coutinho afirmou que a Paraíba está se preparando para o competitivo mercado apostando na pesquisa e na inovação com o desenvolvimento de um Plano de Ciência e Tecnologia com investimentos de R$ 100 milhões. “Esse é um investimento que o governo faz para oferecer as condições básicas e estabelecer a competitividade dessas empresas com o edital do Tecnova no valor de R$ 13 milhões, a implantação de fibra ótica e das cidades digitais”, enfatizou.

A secretária executiva de Ciência e Tecnologia do Estado, Francilene Garcia, explicou que este é um dos primeiros equipamentos do Nordeste com o objetivo de promover a inovação e a tecnologia e que, para isso, vai prestar serviços às empresas locais e da região, possibilitando maior competitividade. “Esse centro vai trazer um ambiente que chamamos de sistema de negócios inovadores onde os empreendimentos vão se instalar e prestar serviços em TI. A Fapesq já tem 38 empreendimentos interessados em se integrar ao pólo tecnológico”, revelou.

Francilene destacou como fator positivo a geração de empregos e fixação da mão de obra qualificada nas universidades de Campina Grande. “O Citta vai possibilitar que as nossas empresas conquistem novas fronteiras para o nosso Estado”, completou.

Nesta primeira etapa o prédio abriga salas de reuniões, auditório, restaurante, sala de negócios, salas dos dirigentes e sala para teleconferência. Está prevista ainda a construção de três prédios para abrigar as empresas. Elas serão selecionadas por meio de chamada pública, via edital.

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, disse que o Citta era algo esperado há bastante tempo e que vai se juntar ao parque tecnológico e às universidades para impulsionar a vocação da cidade para a área tecnológica e da inovação. “O município saírá fortalecido com a chegada de novas empresas gerando emprego, renda, receita e consolidando Campina Grande como polo tecnológico”, declarou Romero.

O Núcleo de Tecnologia Estratégica de Saúde da UEPB, primeira unidade estratégica na área do Brasil, está sendo implantado na universidade estadual com investimento de R$ 200 milhões do Ministério da Saúde.   Oprofessor Misael Morais, coordenador do Nutes, afirmou que o núcleo está se integrando ao Citta com a ideia de que os projetos desenvolvidos dentro das academias possam chegar à sociedade com equipamentos e tecnologias que contribuam para a melhoria da qualidade de vida da população. Misael acrescentou que a expertise do Citta no desenvolvimento de tecnologia será transferida para o setor produtivo e para o desenvolvimento de equipamentos na área de saúde e biomedicina.      

A implantação do Citta é resultante da parceria entre Governo do Estado e a Fundação Parque Tecnológico da Paraíba, com o apoio da Prefeitura Municipal de Campina Grande, Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep), Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (Sebrae), Associação Comercial de Campina Grande, Universidades Federal de Campina Grande e Estadual da Paraíba (UFCG e UEPB), Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e o Governo Federal.