João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo inaugura Centro de referência para mulheres vítima da violência

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012 - 17:31 - Fotos:  Francisco França / Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho inaugurou, nesta quarta-feira (12), o Centro de Referência Estadual da Mulher “Fátima Lopes”, em Campina Grande, com previsão de realizar 200 atendimentos por mês, incluindo os demais municípios do Compartimento da Borborema.  Na ocasião, ele entregou um veículo para transportar as vítimas da violência e anunciou a implantação de um núcleo do Empreender Mulher na sede do Centro.

O Centro de Referência Estadual da Mulher “Fátima Lopes” fica localizado na Avenida Dom Pedro I, 558, no bairro São José. Na sua implantação foram investidos R$ 313.860,00. “É mais um equipamento de promoção da cidadania para as mulheres. Nós vivemos não somente na Paraíba, mas no Brasil como um todo, um ciclo muito forte, endurecido de violência contra as mulheres, estupros, agressões, na maioria, domésticas, assassinatos. É preciso quebrar esse ciclo”, afirmou Ricardo.

O governador argumentou que para isso é necessário desenvolver uma ação pública organizada entre o poder público e sociedade. Ricardo lembrou que o trabalho deve envolver não somente o Governo do Estado, mas também os municípios paraibanos, os quais precisam começar a se preocupar  em criar ações voltadas para a proteção das vítimas de violência.

Ele ressaltou ainda a necessidade do avanço de mentalidade e de consciência da sociedade. “É preciso quebrar esse ciclo de violência. A iniciativa tem que partir da própria sociedade com a conscientização. Homens e mulheres precisam viver com civilidade e os municípios paraibanos também são responsáveis por garantir a segurança e ações voltadas neste sentido”, salientou.

Durante a inauguração, Ricardo anunciou que  em breve o centro vai contar com uma unidade do Empreender Mulher, a fim de contribuir para a independência financeira das mulheres vítimas de violência. “O Empreender  Mulher vai dialogar com o Centro, aqui em Campina, porque todas as nossas ações são interligadas”,  comentou.

Ainda na solenidade, o vice-governador Rômulo Gouveia salientou as dificuldades iniciais da gestão, destacando que as realizações atualmente são concretizadas, em Campina Grande, a exemplo do Centro de Referência Estadual da Mulher “Fátima Lopes”, a expansão da Avenida Almeida Barreto e a entrega recente de 639 casas, além de outras obras em andamento.

Por sua vez, a secretária da Mulher e da Diversidade Humana, Iraê Lucena, destacou o compromisso do Governo do Estado com a luta das mulheres. Ela explicou que 15 profissionais irão trabalhar no centro. Serão oferecidos acompanhamento psicológico e social, acolhida, além de orientação jurídica às mulheres em situação de violência, seja sexual, patrimonial, moral, física, psicológica; tráfico de mulheres, assédio sexual; assédio moral, entre outros.

A coordenadora da unidade será a pedagoga, Isânia Monteiro, escolhida por meio de uma seleção. Ela é irmã de Isabella Pajuçara, assassinada durante o crime que ficou conhecido como o “estupro coletivo de Queimadas”.

Homenagem- Em nome da família de Fátima Lopes, a filha Carol Lopes agradeceu ao governo pela homenagem a sua mãe, que foi defensora pública geral do Estado e morreu no dia 24 de janeiro de 2010, em João Pessoa, vítima de acidente de trânsito.

“Estamos muito felizes porque ela era conhecida como uma combatente dos direitos da mulher e defensora das vítimas de violência. Era um sonho dela poder participar da criação de algum mecanismo que pudesse ajudar essas mulheres e o Governo do Estado ajudou a realizar esse desejo, que passou a ser nosso”, disse emocionada.

Além da secretária Iraê Lucena, estiveram presentes à solenidade os secretários Fábio Maia (Interiorização e da Ação de Governo), Adriano Galdino (Governo), Estela Bezerra (Comunicação) e Lúcio Flávio, deputada Eva Gouveia, o presidente da Câmara de Campina, Nelson Gomes Filho, e outras lideranças políticas.