Fale Conosco

19 de dezembro de 2013

Ricardo inaugura casa de convivência para pessoas com Aids



O governador Ricardo Coutinho inaugura nesta sexta-feira (20), às 10h, no pátio do Hospital Padre Zé, em João Pessoa, a Casa de Convivência João Paulo II, administrada pela Arquidiocese da Paraíba, por meio de várias parcerias, entre elas, da Secretaria de Estado da Saúde (SES). A instituição terá como objetivo dar apoio às pessoas de todo Estado que vivem com Aids e vem fazer tratamento no Complexo Hospitalar Clementino Fraga, da SES, e no Hospital Universitário Lauro Wanderley, unidades que são referência da doença na Capital.

A nova casa foi construída nas proximidades do Hospital Padre Zé, em um terreno doado pela Arquidiocese, mas este trabalho já vem sendo desenvolvido há 17 anos, em Jaguaribe, em um imóvel alugado, onde eram atendidas cerca de 200 pessoas com Aids, da Capital e de outros lugares, em 10 acomodações. Na nova unidade, toda climatizada, as acomodações foram ampliadas para 24: oito para homens, oito para mulheres, quatro para crianças e quatro para adolescentes. A capacidade de atendimento vai passar de 200 para 400 e o funcionamento será durante 24 horas.

Segundo a coordenadora Goretti Rolim, a Casa só receberá pacientes encaminhados, com documento, pelo HU e pelo Clementino Fraga, onde já passaram por atendimento, mas ainda precisam de cuidados antes do retorno para casa. “Ainda teremos o apoio dos profissionais do Padre Zé, caso haja necessidade, a exemplo de uma hidratação, de um soro ou outra situação”, disse.

Goretti explicou ainda que, como forma de integração, os grupos trabalharão diversas temáticas. Serão produzidos medicamentos com plantas medicinais, reciclagem, pintura em tela e em tecido, apoio psicológico, em grupo e individual. O local tem ainda uma academia, auditório, refeitório para 40 pessoas e loja para vender o material produzido pelos pacientes.

A chefe do Núcleo de DST/Aids e Hepatites Virais da Secretaria de Estado da Saúde, Ivoneide Lucena, explicou que a SES tem uma parceria com a Casa de Convivência, por meio de recursos do Governo Federal. “Nós fazemos um repasse anual para que a Casa possa adquirir alimentos, facilitando o atendimento às pessoas que vivem com Aids. Nós iremos habilitar a unidade, junto ao Ministério da Saúde, para que receba mais recursos, pois agora ela terá um novo perfil: as pessoas vão passar por lá, e, se for o caso, ficarão recebendo sua medicação ou tomando seu soro, reidratando, a própria casa”.

Goretti destacou que ainda há parceria com a Defensoria Pública do Estado e com o Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza no Estado da Paraíba (Funcep-PB). “Esta nova Casa só está sendo possível graças ao Estado, que disponibilizou recursos do Funcep para construção e manutenção. É a realização de um sonho. Antes não dava para atender toda a demanda. Esse apoio foi primordial para realizar este sonho de apoiar as pessoas que ainda são muito excluídas e marginalizadas”, concluiu.