João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo entrega reforma de escola e autoriza obras no Berço 101 do Porto de Cabedelo

segunda-feira, 14 de agosto de 2017 - 21:25 - Fotos:  Francisco França/Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho entregou, nesta segunda-feira (14), a reforma da Escola Estadual Cidadã Integral José Guedes Cavalcante, em Cabedelo – um investimento de aproximadamente R$ 1,5 milhão –, ocasião em que também assinou a Ordem de Licitação da reforma do Ginásio desta unidade de ensino. Em seguida, assinou a Ordem de Serviço para recuperação do Berço 101, do cais do Porto de Cabedelo, onde serão aplicados cerca de R$ 800 mil. A vice-governadora Lígia Feliciano, deputados estaduais, vereadores e auxiliares do Governo estiveram presentes nas solenidades.

A reforma da Escola José Guedes Cavalcante beneficia cerca de 400 estudantes. “Essa é uma ação essencial para construir as bases de uma boa educação pública. Temos que ter um ambiente favorável e uma boa base pedagógica, além de equipamentos, laboratórios, ginásios, enfim, agregar a transmissão do conhecimento com outros itens para que a escola pública cumpra sua função. Na Paraíba já há cerca de 33 escolas com ensino integral, como esta aqui em Cabedelo e queremos, no próximo ano, ultrapassar as 70 escolas integrais. Esse modelo dá uma nova motivação para os estudantes, professores e gestores”, enfatizou Ricardo Coutinho.

O governador ainda lembrou que, na semana passada, lançou o aplicativo #EufaçoEducação para dar ao estudante a oportunidade de avaliar as escolas da rede estadual de ensino. “Todo estudante da rede pública vai poder baixar o #EufaçoEducação e opinar sobre como está a alimentação, estrutura, ensino, enfim, sobre tudo relacionado com a escola e estas informações vão diretamente para a Secretaria de Educação. Espero que os alunos entendam a importância deste aplicativo e façam bom uso dele”, comentou.

A Escola José Guedes Cavalcante possui 12 salas de aula, laboratórios, direção, secretaria, arquivo, banheiros, auditório com palco e camarim, recreio coberto, refeitório, rampa com acessibilidade e outras dependências. O local passou por serviços como revisão de toda coberta em telha canal; recuperação estrutural do muro e pilares da escola; substituição e colocação de esquadrias; colocação de forro em PVC nas salas de aula e na administração; climatização nas salas de aula e diretoria, pintura, entre outros.

“A reforma da escola era uma demanda antiga da comunidade, porque a situação estava muito complicada. Hoje a unidade de ensino está viva, com uma bela estrutura e com um novo formato em ensino integral. Os alunos podem vivenciar atividades diversificadas, como a rádio da escola que estimula o uso real da linguagem. Percebemos a alegria dos estudantes estarem aqui, então isso vale muito a pena e tem um grande retorno. Para termos uma ideia da credibilidade da escola, já tem pais querendo reservar a vaga dos filhos para o ano letivo do próximo ano, isso é algo muito significativo”, observou a secretária executiva pedagógica da Educação, Roziane Marinho.

O estudante Bruno Cunha, de 16 anos, faz parte do projeto de rádio da Escola José Guedes Cavalcante e elogiou a iniciativa do Governo do Estado em reformar a escola e investir no ensino integral. “Depois que o ensino se tornou integral eu passei a ter mais responsabilidade com os estudos e me esforcei mais para aprender coisas novas, como a questão do projeto de rádio. Sempre me identifiquei com a comunicação através de rádio e estou há dois meses fazendo parte desse projeto aqui na escola. O ensino integral gera mais desenvolvimento para os alunos e tem resultado positivo para o nosso futuro”, pontuou.

Porto de Cabedelo – Após a solenidade na Escola José Guedes Cavalcante, o governador Ricardo Coutinho assinou a Ordem de Serviço para recuperação do Berço 101, do Porto de Cabedelo. Este Berço é exclusivo para atracação de navios de derivados de petróleo e etanol e não passou por nenhum tipo de manutenção nos últimos 30 anos.

Na ocasião, o governador ressaltou que nos últimos seis anos foram investidos mais de R$ 10 milhões, com recursos próprios, em melhorias no Porto de Cabedelo e que a intenção do Governo do Estado é fazer ações que permitam que o local se desenvolva. “Esse é o Berço mais antigo da década de 30 do Porto de Cabedelo e nunca tinha passado por uma reforma. Ele perde material subaquático há muito tempo, isso faz com que ocorra afundamentos na parte da superfície colocando em risco o próprio Berço. Ele é essencial para a Paraíba, por isso estamos investindo para recuperar e reformar esse local. Já fizemos todo o sistema de defensas, estamos fazendo o balizamento noturno, com novo sistema de sinalização que vai permitir as operações 24 horas no Porto. A obra do Berço 101 é especializada e importante para que o Porto de Cabedelo possa estar preparado e ganhe mais competitividade”, disse Ricardo Coutinho.

O projeto de revitalização consiste na reforma dos 185 metros do Berço. A obra, que está sendo licitada pelo Governo do Estado, por meio da Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan), vai possibilitar maior segurança nas operações que ocorrem no local e garantir o abastecimento de combustível no Estado.

“O Berço 101 é o local onde atracam os navios com cargas de derivados de petróleo. Essa obra faz parte de uma série de ações de melhorias para que a gente possa trazer uma nova operação para o Porto chamada Ship to Ship. Esse sistema operacional inédito significa que vão ficar dois navios atracados no Berço, onde o navio maior vai passar combustível para o navio menor e este, por sua vez, vai abastecer outros portos.  Hoje, o Porto de Cabedelo movimenta, na parte de combustíveis, cerca de 50 milhões de litros por mês e a nossa expectativa é que passaremos, inicialmente, a fazer duas operações Ship to Ship por mês, cada uma movimentando 80 milhões de litros, então é um investimento que vem consolidar esse crescimento do Porto com essa operação que nunca existiu”, frisou a presidente da Companhia Docas da Paraíba, Gilmara Temóteo.

Atualmente, a movimentação de derivados de petróleo e etanol por meio do Porto de Cabedelo gera aproximadamente R$ 350 milhões de receita para o Estado da Paraíba por meio de arrecadação de ICMS. No 1º semestre de 2017, foram movimentadas cerca de 700.000t, frente a 464.000t movimentadas no mesmo período de 2016, o que mostra um grande crescimento. Recentemente, a Companhia Docas entregou ao Governo Federal, Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental que visam a expansão do Porto de Cabedelo em 2018.