João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo entrega novos equipamentos do parque gráfico de A União

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014 - 17:15 - Fotos:  José Marques/Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho inaugurou, no final da manhã desta quinta-feira (13), a reforma estrutural e entregou os novos equipamentos do parque gráfico de A União Superintendência de Imprensa e Editora. A solenidade, na sede do próprio jornal, foi prestigiada por diversas personalidades convidadas, incluindo ex-superintendentes e ex-editores. Com recursos próprios, A União investiu R$ 2 milhões na compra das novas máquinas e mais R$ 300 mil na reforma e adequação do parque gráfico.

Ricardo Coutinho destacou que o jornal A União e a editora precisavam de investimentos para sua modernização visando a competitividade no mercado em termos de qualidade de seus produtos. “Nossa gráfica agora é uma das mais modernas do país e vamos ter um jornal, revistas e outras publicações feitas em pouco tempo”, comentou.

O governador disse que os profissionais da imprensa sabem da importância que tem A União na história da Paraíba nesses 121 anos. “A União é mais que um jornal, é um patrimônio cultural dos paraibanos. É um órgão essencialmente informativo, que trabalha com a verdade, e tem que ser cada vez mais cultural e também científico”, declarou, acrescentando que mais investimentos virão também na área digital. “Queremos disputar mercado cada vez maior”.

Ricardo destacou e agradeceu o empenho, a dedicação de cada um dos funcionários de A União e de seus diretores e ressaltou que o que ocorre n’A União acontece também em todos os setores do Poder Executivo, com gerenciamento que tem contribuído com o desenvolvimento do Estado.

O vice-governador Rômulo Gouveia destacou que os investimentos hoje aplicados n’A União é uma sequência do que o Governo do Estado tem feito em todas áreas desde 2011. “Nesse Governo recuperamos a credibilidade desse jornal que é um símbolo importante de nossa história. Os equipamentos são importantes, porém, muito mais significativo é o conteúdo do jornal, sua linha editorial. Ganha a Paraíba”, declarou.

O secretário de Estado da Comunicação Institucional, jornalista Luis Tôrres, citou três pontos fundamentais do momento atual de transformação que vivencia A União: investimentos com recursos próprios do jornal e editora; garantia da qualidade dos produtos a partir de agora, possibilitando a inserção de A União no mercado competitivo de gráficas na Paraíba e no Nordeste; redução de tempo de impressão do jornal para cinco horas a menos em relação ao tempo gasto com as antigas máquinas. “Fico feliz por fazer parte deste capítulo histórico do jornal A União”, assinalou.

A superintendente de A União, jornalista Albiege Ferandes, a primeira mulher a assumir o cargo, afirmou que a partir de agora os funcionários do parque gráfico trabalham em um ambiente climatizado, o que é uma mudança significativa nas condições de trabalho. “Somos uma indústria gráfica e a partir de hoje uma indústria gráfica que será muito respeitada no Estado”, afirmou.

Albiege destacou que o investimento feito é sólido e os equipamentos têm vida longa e foram adquiridos das duas maiores fabricantes de equipamentos gráficos do mundo – a Gutemberg e Heidelber, que venceram a licitação.

O juiz Aluízio Bezerra Filho, que representou o Tribunal de Justiça na solenidade e foi secretário de Comunicação nos Governos Wilson Braga e Milton Cabral, avalia que a aquisição de modernos equipamentos representam avanços no ganho de produtividade, na diminuição do tempo da impressão. “A União está sendo colocada dentro dos parques gráficos mais modernos do país e com isto ganha a mídia estadual e a mídia oficial”, destacou.

O jornalista Gonzaga Rodrigues, ex-secretário de Comunicação do Estado e ex-diretor técnico do jornal, ressaltou que “o governo que investe n’A União é um governo que consagra A União, e investimento significa valorização, e abre caminhos no campo da concorrência”. A colunista social de A União, Goretti Zenaide, revelou que agora a coluna social terá fotos com muito mais qualidade, que considera fundamental para o trabalho desenvolvido.

Equipamentos – Foram adquiridas quatro novas máquinas: a guilhotina da Gutemberg, a alceadeira, o CTP (Computer to Plate) e a coladeira. As máquinas vão dar celeridade a todo o processo de acabamento, que era manual e que agora vai ser automatizado. Com isso, a entrega dos produtos gráficos será mais rápida. O CTP (Computer to Plate) foi adquirido por R$ 383 mil.A coladeira da Heidelberg, a mais moderna no segmento, foi adquirida por R$ 514 mil.

Albiege Fernandes explicou que, antes, a gráfica de A União não tinha suporte técnico para fazer a colagem de um livro com um dorso acima de 200 páginas, mas com a nova coladeira, vai ter a capacidade de fazer um dorso com 300 paginas, ou mais, e elas não soltarão, porque vai ser utilizada a cola PUR, que é uma cola resistente e melhor do que a Hotmelt, de uso atual em A União.

A alceadeira, também da Heidelberg custou R$ 750 mil e garante fechar uma revista em apenas duas horas. Outra inovação no processo de acabamento de impressos, no parque gráfico de A União foi a aquisição, por R$ 303 mil, da máquina guilhotina da Gutemberg, com memória para armazenagem de até três mil programas de corte.

Mais investimentos - Para fortalecer ainda mais o parque gráfico de A União, a direção da empresa tem como meta para 2014 a aquisição do quarto estágio da rotativa offset Cottrell, máquina responsável pela impressão do jornal. O gerente de Produções Gráficas de A União, José Nóbrega Braga, explicou que, com o novo estágio, o jornal pode passar a ser todo colorido, frente e verso.

O jornal A União, fundado no dia 2 de fevereiro de 1893, é o quarto diário mais antigo em circulação no país. Também prestigiaram o evento a primeira-dama do Estado, jornalista Pâmela Bório; o ex-governador Wilson Braga, os deputados estaduais Edmilson Soares, João Gonçalves e Vital Costa, o ex-superintendente de A União, Ramalho Leite, os ex-editores gerais Agnaldo Almeida e Walter Galvão, a superintendente da Rádio Tabajara, Maria Eduarda Santos, e os representantes da imprensa oficial dos estados do Rio Grande do Norte, Marcos Sousa, e de Pernambuco, Ricardo Melo.