João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo entrega barragem recuperada e beneficia moradores do Ingá

terça-feira, 31 de outubro de 2017 - 10:24 - Fotos:  Secom-PB

O Governador Ricardo Coutinho entrega, nesta quarta-feira (1º), a primeira barragem recuperada do Programa Mais Trabalho, implementado em maio deste ano. Trata-se da barragem Chã dos Pereiras localizada no município de Ingá. Com recursos próprios, O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia, investiu cerca de R$1 milhão para recuperar o equipamento que vai beneficiar mais de 9 mil habitantes.

A barragem Chã dos Pereiras foi construída pela Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), no ano de 1984 e nunca havia passado por uma grande intervenção. Ela estava com problemas em seu vertedouro, necessitando de reparos urgentes em suas estruturas. O equipamento possui capacidade de acumulação em torno de dois milhões de metros cúbicos de água, mas, devido ao longo período de estiagem, ficou vazia por um bom tempo.  A barragem abastece hoje as comunidades de Pontinha, Chã dos Pereiras, Cutias, Rua da Palha e a cidade de Riachão do Bacamarte.

A barragem faz parte da 3ª etapa do Programa de Recuperação de Barragens implementado pela atual gestão e que já recuperou 55 barragens no estado. Dentro dessa etapa, só restam agora as barragens de Farinha, em Patos, que está em fase de conclusão, e Saulo Maia, localizada no município de Areia.

O secretário João Azevêdo destaca a importância da manutenção e recuperação de barragens. “Esse Programa de Recuperação de Barragens, é importante porque, assim como qualquer outra obra de engenharia, as barragens também precisam de manutenção e conservação porque elas possuem equipamentos eletromecânicos e por isso precisam passar por constante processo de manutenção, pois sempre há abertura e fechamento de comportas. Então eles precisam estar em perfeitas condições. A barragem de Ingá passou por esse processo todo, ela corria riscos inclusive, e nós detectamos e fizemos todo o processo de recuperação”, destacou.

Nas duas edições anteriores do Programa de Recuperação de Barragem, foram investidos mais de R$18 milhões. Na primeira etapa, iniciada em 2012, foram recuperadas 14 barragens: Baião (São José do Brejo do Cruz), Tapera (Belém do Brejo do Cruz), Carneiro (Jericó), Riacho dos Cavalos (Riacho dos Cavalos), Mucutu (Juazeirinho), Pocinhos (Monteiro), Jangada (Mamanguape), Curimatã (Caraúbas), Tapuio (São Vicente do Seridó), Queimadas (Santana dos Garrotes), Jeremias (Desterro), Bruscas (Curral Velho), Farinha (Patos) e Emas (Emas).

Já na segunda, foram recuperadas 27 barragens. São elas: Albino (Imaculada), Bastiana (Teixeira), Cachoeira dos Alves (Itaporanga), Cachoeira dos Cegos (Catingueira), Camalaú (Camalaú), Capim Grosso dos Martins (Itaporanga), Condado (Conceição), Jenipapeiro (Olho D’Água), Manoel Marcionilo (Taperoá), Riacho das Moças (Teixeira), São Francisco (Teixeira), Serra Vermelha (Conceição), Vazante (Ibiara), Vidéo (Conceição), Acauã (Itatuba), Araçagi (Araçagi), Araçagi (Esperança), Canafístula (Borborema), Cabaceiras (Picuí), Cosme da Rocha (Matinhas), Milhã (Puxinanã), Poleiros (Barra de Santa Rosa), São Salvador (Sapé) e Várzea Grande (Picuí), todas concluídas, além de Capoeira, em Capoeira (em Santa Terezinha), Natuba (em Natuba) e Padres (em Matinhas).