João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo entrega 102 títulos de terra a agricultores de Guarabira

domingo, 29 de maio de 2011 - 21:21 - Fotos:  Francisco França/Secom-PB

Agricultores paraibanos estão sendo beneficiados com o Título de Domínio Patrimonial, ou seja, o título de posse de suas terras. O governador Ricardo Coutinho entregou na tarde deste sábado (28), em Guarabira, o título de terra a 102 trabalhadores e trabalhadoras rurais daquela cidade. Os títulos foram entregues em solenidade realizada no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Guarabira. O presidente do sindicato, Antonio de Freitas, revelou que pela primeira vez um governador visitou a sede da entidade para encontro com a categoria.

O governador Ricardo Coutinho afirmou que o Instituto de Terras e Planejamento Agrícola da Paraíba (Interpa) estava funcionando muito abaixo da sua capacidade e que agora vai passar a entregar os títulos de terras no prazo máximo de 120 dias. Antes, os processos duravam dois, três anos. Ele ressaltou que é preciso buscar eficiência no serviço público e ao mesmo tempo promover justiça social.

Ricardo acrescentou que o governo está colocando a agricultura familiar na agenda política e econômica para poder elevar a importância deste setor produtivo. Com os títulos de posse da terra, os agricultores poderão realizar empréstimo em bancos, doar aos filhos, ou mesmo vender sua propriedade como verdadeiro dono. As terras regulamentadas dos 102 agricultores de Guarabira beneficiados neste sábado somam área de 140 hectares.

Na próxima semana, o Interpa dará continuidade à entrega dos títulos de posse da terra a agricultores em todo o Estado.  “Vamos fazer com que os títulos saiam das gavetas do Interpa para as mãos do agricultor”, revelou o presidente do órgão, Nivaldo Magalhães.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Guarabira, Antonio de Freitas, comemorou o fato histórico para a entidade que foi a visita, pela primeira vez, de um governador do Estado.  O sindicalista disse que muitos agricultores há mais de 20 anos sonhavam com o título de posse de sua terra, agora se tornando realidade por causa da sensibilidade do governo Ricardo Coutinho.