João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo entrega 1º Distrito e anuncia instalação de câmeras

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012 - 17:02 - Fotos: 

Foto:José Marques/Secom-PB

Nesta quinta-feira (2), em João Pessoa, o governador Ricardo Coutinho inaugurou o I Distrito Integrado de Segurança Pública da Paraíba (Disp), no bairro de Manaíra, e a 4ª Unidade de Polícia Solidária (UPS), no bairro São José – que estará integrada ao Disp. Na oportunidade, ele anunciou a instalação de câmeras de vigilâncias em áreas estratégicas da Capital, para monitorar a ação dos criminosos.

No Disp e na UPS, Ricardo entregou 52 motos, 760 armas, mil coletes e armas não letais que vão garantir a segurança para cerca de 60 mil pessoas, nos bairros de Manaíra, São José, Jardim Oceania e Bessa. “Estamos investindo não só na infraestrutura e no aparelhamento, mas também na mudança de filosofia de compatibilização de áreas com os distritos integrados de polícia. Sabemos que o investimento ainda não é suficiente, mas estamos avançando em apreensão de armas, prisões e redução dos homicídios em algumas áreas” avaliou.

A UPS do bairro São José, que funcionará por 24 horas, contará com um efetivo de 36 policiais, uma viatura e três motocicletas. O governador destacou que o equipamento começou a funcionar já a partir de dezembro passado, e, em quase dois meses, só foi registrado um homicídio, quando antes a média mensal era de seis assassinados. “Estamos aproximando a polícia das comunidades e proporcionando mais tranqüilidade para a população, o que já é possível detectar com as UPS de Mandacarú, Alto do Mateus e Alto do Céu. Em Mandacaru, bairro com altos índices de criminalidade, passamos 37 dias, entre dezembro de 2011 e janeiro deste ano, sem registrar um homicídio”, comemorou.

Este é o primeiro dos 66 distritos que serão instalados no Estado, dentro do Projeto de Compatibilização de Áreas Integradas de Segurança.

Foto: José Marques/Secom-PB

Projeto – Ricardo Coutinho também anunciou que enviará um projeto à Assembleia Legislativa no qual está prevista uma bonificação financeira aos policiais por apreensão de armas – o objetivo é diminuir o número de armas em circulação no Estado. “As pessoas precisam entender que ter uma arma não adianta; muitas vezes, apenas provoca tragédias”, ressaltou.

O titular da Secretaria de Segurança e Defesa Social (Seds), Claudio Lima, destacou que essa nova política, que promove a integração das polícias Civil e Militar, a ocupação de territórios e a proximidade dos cidadãos, representa um marco na segurança pública do Estado. Ele explicou que a nova modalidade divide o Estado em três grandes territórios (João Pessoa, Campina Grande e Patos), áreas específicas e 66 distritos de segurança. “Este projeto significa compatibilizar as áreas Circunscricional da Polícia Militar e Civil com responsabilidades definidas. É uma luta diária. Precisamos contar com o apoio da população para vencer a criminalidade”, explicou. 

 

Foto: José Marques/Secom-PB

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, disse que esse processo de aproximação das polícias com as comunidades, a instalação de bases fixas e a ocupação territorial estão surtindo efeito considerável na redução de homicídios e crimes não letais. Segundo o coronel, na UPS haverá um policiamento contínuo de três motos e uma viatura, com 36 policiais realizando policiamento ostensivo, durante 24h. “O próximo passo do governo é instalar novas UPS em João Pessoa e Campina Grande”, disse.

O jovem Thiago Moreira, da Associação Unificada do Bairro São José, agradeceu pelos equipamentos de segurança e disse que, nesses quase dois meses de ocupação da polícia, os homicídios e os crimes reduziram muito. “É o começo de um trabalho que será importante para o futuro dos jovens e de suas famílias, que vivem inseguros e com medo”, desabafou.

Foto: José Marques/Secom-PB

Estrutura – Acompanhado do secretário Claudio Lima, do coronel Euller Chaves, do secretário executivo de Segurança, Raimundo Silvani, do delegado geral da Polícia Civil, Pedro Severiano, e demais autoridades, o governador visitou o prédio do I Disp, onde funcionará uma unidade da Polícia Civil e uma da Polícia Militar.

O I Distrito Integrado conta com toda a estrutura necessária, como sala para delegado, agentes e comandantes, recepção, cartórios, espaço para Central de Flagrantes, banheiros, xadrezes, depósito, almoxarifado e computadores. O prédio possui ainda uma área de circulação, auditório com 50 lugares e amplo estacionamento.