João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo encerra terceiro bloco de audiências do ODE em Sumé

quinta-feira, 5 de maio de 2016 - 11:54 - Fotos:  Júnior Fernandes/Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho participou, na noite dessa terça-feira (3), na cidade de Sumé (5ª Região Geoorçamentária), da última plenária do terceiro bloco de audiências públicas regionais do Orçamento Democrático Estadual. No ginásio da Escola Estadual Professor José Gonçalves de Queiroz, Ricardo assinou ordem de licitação para a construção da Escola Técnica Estadual, em Serra Branca, a construção do campus universitário de Monteiro, entregou cheques do Empreender PB e equipamentos para a Gerência de Saúde e Educação da região.

A construção da Escola Técnica Estadual, na cidade de Serra Branca, terá um investimento de R$ 13,8 milhões e o campus universitário de Monteiro, R$ 8,9 milhões, com a construção da primeira fase composta pelos blocos de salas de aulas. Ricardo ainda assinou convênio com a Prefeitura de Sumé, no valor de R$ 2,6 milhões, recursos do Funcep, para custeio do Hospital da cidade.

“Mais uma vez estamos aqui fazendo história. Não é todo dia que se vê nesse país uma reunião de população como a que o Orçamento Democrático proporciona, para dialogar sobre os destinos dos recursos públicos. O povo nordestino precisa dessa demonstração de força para não permitir qualquer tipo de atraso com a quebra da legalidade democrática. Fico muito feliz em ver no Cariri algo tão forte e tão presente, como a participação do povo. Isso só é possível porque as pessoas creem no instrumento da construção coletiva e da inversão de prioridades”, disse o governador ao abrir a plenária.

Ricardo também cumprimentou os conselheiros do Orçamento Democrático pelo trabalho voluntário que vem sendo feito por eles. “Os militantes da democracia, que são os conselheiros, que exercem um trabalho fundamental em todo o Estado, são eles que articulam as comunidades e interagem com o governo”, disse o governador.

Ricardo ainda fez a entrega simbólica de cheques do programa Empreender PB no valor de R$ 870 mil, beneficiando 279 microempreendedores da região, nas linhas de crédito da juventude, mulher, artesanato, individual, cultura, profissionais liberais e motociclista profissional. Também realizou a entrega de 71 computadores para a 5ª Gerência de Educação, modernizando a estrutura administrativa das escolas da região, um investimento de R$ 284 mil, além de estar implantando rede wireless em todas as 19 escolas estaduais do polo, totalizando um investimento de R$ 855 mil.

Cerca de 20 pessoas tiveram a oportunidade de falar diretamente ao governador e toda a equipe de governo presente na audiência, reivindicando e agradecendo pelos benefícios recebidos na região. Além das reivindicações realizadas por meio do credenciamento eletrônico, houve reivindicações para perfuração de poços na região, construção de barragens, reforma de escolas, construção de ginásios, assistência técnica para agricultores e pavimentação de estradas.

A vice-governadora Lígia Feliciano também participou da audiência, assim como o prefeito da cidade de Sumé, Dr. Neto, e de outros da região do Cariri paraibano.

Ao encerrar esse terceiro bloco, o Orçamento Democrático contabiliza a participação de quase 30 mil pessoas, que saíram de suas casas para dialogar com o governo e reivindicar melhorias para as regiões. As audiências do Orçamento Democrático tiveram início no dia 18 de março e seguem até 28 de maio. O quarto e último bloco de audiências acontece a partir do dia 20 de maio, em Cuité, seguindo dia 21 em Campina Grande, dia 27 em Guarabira e dia 28 em João Pessoa.

Prioridades eleitas – A audiência de Sumé registrou a presença de 2.556 pessoas, um recorde de público na região, que elegeram como prioridades de investimentos no próximo ano, a educação (456 votos), seguida da segurança pública (390 votos) e estradas de rodagens (335 votos). As prioridades são eleitas através do preenchimento das fichas de credenciamentos disponibilizadas nas entradas dos locais das audiências. Todo o processo de credenciamento é feito de forma eletrônica, sistematizado e apresentado até o final de cada plenária pelo próprio governador.

Prestação de contas – O secretário executivo do Orçamento Democrático, Gilvanildo Pereira, apresentou a prestação de contas referente aos investimentos do Governo do Estado na região, a partir das prioridades eleitas pela população na plenária do ano passado. Foram investimentos na ordem de R$ 228,8 milhões, em obras ações e serviços ligados à educação, saúde e estradas de rodagens.

Na educação, o total de investimentos foi de R$ 23,9 milhões, com a entrega dos Prêmios Escola de Valor, com 12 escolas e 486 servidores participantes e Mestre da Educação, com 153 professores beneficiados, além da aquisição dos 71 computadores para as escolas estaduais da região, um investimento de R$ 284 mil. Em andamento, se encontra a implantação de rede wireless nas 19 escolas da região (R$ 855 mil).

Na saúde, os investimentos somam R$ 14,8 milhões, com o custeio do Hospital Regional de Monteiro Santa Filomena, que realizou mais de 95 mil atendimentos, 933 cirurgias e 776 partos, a aquisição de uma ambulância, no valor de R$ 125 mil, um equipamento de raio-x, e mais duas câmaras frias e dois aparelhos de ar condicionados, para a 5ª Gerência de Saúde, um investimento de R$ 807 mil.

Em estradas de rodagens, Gilvanildo apresentou dados de investimentos no valor de R$ 102 milhões, com a pavimentação de quatro estradas (PB-148/200 – São José dos Cordeiros/Serra Branca; PB-200 – Entrocamento da PB-148 – Parari; PB-200 – Serra Branca/Coxixola; PB-240 – São Sebastião do Umbuzeiro/São João do Tigre), pavimentação de vias urbanas, em São João do Cariri, no valor de R$ 275 mil, e ainda, pavimentação de três estradas ( PB-186 – Congo/Caraúbas/São Domingos do Cariri; PB-200 – Parari/Santo André; PB-240 – São José do Tigre/Camalaú), no valor de R$ 52,3 milhões.

Gilvanildo Pereira ainda apresentou dados de investimentos realizados para além das prioridades eleitas, como nos recursos hídricos, abastecimento de água e esgotamento sanitário (R$ 67,6 milhões), desenvolvimento humano (R$ 5,9 milhões), Empreender PB (R$ 1,8 milhão), habitação (R$ 4,1 milhões) e segurança pública (R$ 791 mil).