João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo discute liberação de recursos nos Ministérios das Cidades e do Meio Ambiente, em Brasília

quarta-feira, 27 de abril de 2016 - 16:37 - Fotos:  Denner Nunes

O governador Ricardo Coutinho se reuniu, nesta quarta-feira (27), com as ministras das Cidades, Inês Magalhães, e do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, em Brasília. Nas audiências foi discutida a liberação de recursos federais para obras de saneamento, abastecimento d’água e infraestrutura, além de questões sobre a continuidade do Programa Água Doce, entre outros assuntos.  Ele esteve acompanhado dos secretários João Azevedo (Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia) e Lindolfo Pires (Representação Institucional do Governo do Estado em Brasília).

No Ministério das Cidades, Ricardo tratou sobre algumas obras que deverão ser concluídas com a parceria do Governo federal até dezembro deste ano. “Foi uma audiência importante, na qual abordamos obras na área de saneamento e abastecimento de água que estão a cargo do Ministério das Cidades em conjunto com a Cagepa e também da liberação de recursos para o Parque de Bodocongó, em Campina Grande, onde já investimos mais de R$ 15 milhões e aguardamos recursos federais. Falamos também sobre as obras do viaduto do Geisel, que também estão à espera de investimentos do Governo Federal. Trouxe para discussão algumas ações feitas em parceria com o Ministério das Cidades que são essenciais para a Paraíba e deverão ser concluídas até o final do ano”, informou.

O governador disse que também abordou a questão da habitação para os quilombolas na Paraíba. “São mais de 400 casas em pauta e a ministra Inês Magalhães disse que vai providenciar o andamento desse pleito. Espero que efetivamente se concretize e possamos ter o repasse dos recursos para fazer essas habitações para essa população que tem um significado tamanho para o Brasil e a Paraíba”, observou.

Já na audiência com a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, o governador Ricardo Coutinho destacou o andamento do Programa Água Doce. “Este programa tem mudado a realidade de muitas comunidades e está a cargo da Secretaria de Recursos Hídricos. Em pleno Cariri, por exemplo, temos a capacidade de extrair a água com muito sal e depois ser transformada em água potável, isso é algo extraordinário. Temos cerca de R$ 4 milhões de saldo e eu vim solicitar a liberação deste valor para continuar investindo nesta proposta de transformar água salgada em água doce. Também falamos sobre o início dos estudos para implantação do Parque do Pico do Jabre e a ministra se mostrou favorável. Espero que a Paraíba ganhe, em breve, mais um parque nacional de preservação ambiental”, comentou.