João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo discute combate à febre aftosa com secretário do Mapa

terça-feira, 6 de dezembro de 2011 - 22:16 - Fotos: 

O governador Ricardo Coutinho se reuniu na tarde desta terça-feira (6), no Palácio da Redenção, com o secretário nacional de Defesa Agropecuária, Francisco Jardim, e o coordenador do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa, Plínio Lopes. O tema da reunião foi o Plano de Ação do Estado de Combate à Febre Aftosa, que prevê ações de controle para tornar a Paraíba área livre da aftosa com vacinação, saindo da classificação de nível médio.

Este ano, o governo do Estado firmou convênio de R$ 20 milhões com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para a promoção da defesa animal e vegetal, dos quais R$ 4 milhões foram liberados para as ações de defesa do rebanho e R$ 700 mil para a defesa vegetal. Uma reunião entre técnicos dos governos estadual e federal foi agendada na semana passada, em Brasília, durante encontro entre o governador Ricardo Coutinho e o ministro do Mapa, Jorge Mendes Ribeiro Filho.

Na reunião, Ricardo falou sobre as ações tomadas pela Defesa Sanitária do Estado, como as campanhas de vacinação, o cadastramento das propriedades e de produtores e a contratação de 50 concursados (veterinário, agrônomo e técnicos agrícola), o que possibilitará maior efetividade na defesa sanitária animal e mais fiscalização nas divisas. “O governo está fazendo a sua parte na defesa animal e agradecemos o apoio do Mapa para avançar e garantir a sanidade do nosso rebanho”, ressaltou o governador.

O secretário executivo da Agropecuária e da Pesca, Rômulo Montenegro, informou que o Plano de Ação de Combate à Aftosa será entregue esta semana ao Mapa. “Estamos realizando um trabalho integrado com o Governo Federal e com representantes dos produtores para sermos área livre da aftosa, o que vai valorizar o nosso rebanho no mercado interno e em outros estados do país”, disse.

Sorologia – Para Francisco Jardim, a reunião possibilitou a discussão de uma estratégia para vencer algumas barreiras e dificuldades que o Estado vem passando para o controle da aftosa “O governador e os gestores da agricultura estão demonstrando todo o interesse e tomando as medidas necessárias para que, no próximo ano, possamos fazer a sorologia e situar a Paraíba, como também outros estados nordestinos, como área livre com vacinação”, ressaltou.

O secretário nacional de Defesa Agropecuária destacou que a aftosa é uma doença há quase dez anos erradicada no Brasil, mas a questão da prevenção com as campanhas de vacinação é importante e deve ser seguida por todos os produtores. “Estamos trabalhando para erradicar de vez a febre aftosa no Brasil e no continente sul-americano até 2020, quando não será preciso mais vacinar. Por enquanto, é importante que os produtores cuidem do seu rebanho e cumpram o calendário de vacinações. Por outro lado, o ministério e os governos estaduais trabalham em programas como a brucelose, a tuberculose animal e o combate aos abates clandestinos, para que a população receba produtos com boa qualidade sanitária”, finalizou.

Também participaram da audiência o secretário de Desenvolvimento da Agropecuária e Pesca, Marenilson Batista, o superintendente Federal de Agricultura, Bruno Roberto, e o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba, Mário Borba.