João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo debate questões hídricas com bispos e deputados

quarta-feira, 1 de julho de 2015 - 19:32 - Fotos: 

O governador Ricardo Coutinho se reuniu nesta quarta-feira (1) com representantes da Igreja Católica e deputados estaduais para dialogar e debater as questões hídricas em razão da prolongada estiagem no Estado. O encontro aconteceu no Palácio da Redenção e contou com a participação de auxiliares do governo, bispos, padres e deputados.

Ao abrir os trabalhos, o governador Ricardo Coutinho agradeceu a participação dos religiosos e dos parlamentares e afirmou que o Governo está aberto para conversar sobre qualquer tema. “Nós queremos compartilhar com a Igreja, por sua história e por tudo que ela significa e simboliza, o Plano de Convivência com a Estiagem que lançamos semana passada”, pontuou.

Ricardo destacou ainda o papel da Assembleia Legislativa, que participou do debate, por meio dos seus representantes, o presidente Adriano Galdino e mais seis deputados. De acordo com o governador, a ALPB teve participação importante na construção do Plano Emergencial de Enfrentamento à Estiagem, contribuindo com sugestões através do trabalho da Frente Parlamentar da Água.

Durante o encontro, o governador ouviu sugestões dos bispos e de deputados e apontou ações e investimentos que apresentam avanços nas áreas de infraestrutura hídrica e de segurança pública. No campo hídrico, enumerou uma série de obras estruturantes em andamento, a exemplo do Canal Acauã-Araçagi e o programa de adutoras. Na área da segurança, destacou as ações do Programa Paraíba Unida pela Paz.

Ao final da reunião, o governador Ricardo Coutinho avaliou que o debate foi positivo. “Quero agradecer por esse encontro que teve um debate muito rico. O Governo está totalmente à disposição para responder pelos seus erros e pelos seus acertos. O Governo avançou muito porque teve muita coragem e a gente, contando com a força da Igreja que é infinitamente maior do que a força de uma gestão, nós vamos com certeza avançar mais ainda”.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Adriano Galdino, disse que foi muito significativa a iniciativa do governador Ricardo Coutinho de chamar a Assembleia Legislativa e os bispos para dialogar sobre a seca e a segurança pública. “Dois temas importantes e urgentes e isto foi bastante debatido, ficamos das 10h da manhã até agora às 15h15, ficamos dialogando, conversando, mostrando as sugestões e ouvindo também o Governo com suas explicações e a Assembleia tem tido um papel importante para que possamos avançar sobre a convivência com a seca”, destacou.

Para o arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, o canal do diálogo do Governo com a Igreja e a sociedade já estava aberto e agora mais ainda. “Ficamos por dentro dos planos seja da questão da água e da segurança pública. Mais do que segurança é importante criarmos ambientes de paz, pedagogicamente envolvendo a população e esse encontro marcou profundamente a pontualidade das observações oportuna e muito ricas. Então vamos trabalhar juntos e nos encontrarmos sempre é muito bom para a Paraíba”, ressaltou.

Plano – A explanação sobre as ações do Governo do Estado na área de segurança hídrica – Plano Emergencial de Conviência com a Seca – coube ao secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, João Azevedo, que destacou os investimentos que somam R$ 133 milhões, sendo R$ 80 milhões recursos próprios e R$ 53 milhões do governo federal.

O secretário fez um relato sobre a situação dos municípios com relação ao abastecimento d’água e elencou as principais ações do Plano Emergencial como a construção de mais de 137 quilômetros de adutoras de montagem rápida; o reforço na oferta d’água com mais 175 carros-pipa; construção de mais de 13 mil cisternas de placa; 500 cisternas de enxurrada e 200 calçadão; 660 sistemas de abastecimento d’água em comunidades rurais; implantar 50 sistemas de dessalinização de água; construção de 2.430 barragens subterrâneas; quatro barragens de terra; 224 barreiros trincheira e 105 barreiros convencionais; perfurar, recuperar e instalar mais de 740 poços artesianos e amazonas; distribuição de 500 caixas d’água com capacidade de 10 mil litros; distribuição de 10 mil filtros de barro.

No campo da agricultura, o plano contempla 60 mil agricultores familiares com o Garantia Safra; produção de 36.900 blocos multinutricionais; distribuição de 15 mil toneladas de ração volumosa; atendimento mensal a 15 mil agricultores com venda subsidiada de ração.

Segurança – O secretário de Segurança e Defesa Social, Claudio Lima, por sua vez, fez uma explanação sobre os avanços das Polícias Militar e Civil no combate à criminalidade, mostrando índices de redução da criminalidade na Paraíba por três anos seguidos, com a implantação do programa Paraíba Unida pela Paz.

Além de Dom Aldo Pagotto, participaram da reunião os bispos Dom Lucena, da Diocese de Guarabira; Dom Manoel Delson, Diocese de Campina Grande; Dom Eraldo, Bispo de Patos; e alguns padres de diversas paróquias.

Além do presidente Adriano Galdino, a Assembleia Legislativa esteve representada pelos deputados Jeová Campos, Ricardo Barbosa, Anísio Maia, Estela Bezerra, João Gonçalves e Zé Paulo.

Os secretários Efraim Morais (Secretário Chefe de Estado) e Cida Ramos (Desenvolvimento Econômico) também participaram do encontro, que teve ainda a presença do presidente da Cagepa, Marcus Vinícius, do presidente da Aesa, João Fernandes, dentre outros auxiliares do Governo.