João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo Coutinho visita novo Hospital de Trauma em Campina Grande

sexta-feira, 20 de maio de 2011 - 15:53 - Fotos:  José Marques - Secom/PB

O governador Ricardo Coutinho realizou na manhã desta sexta-feira (20) uma visita técnica ao novo Hospital de Emergência e Trauma Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, e pediu empenho da diretoria para que os setores de urgência e emergência funcionem até o final do mês de junho. O atual governo está investindo mais de R$ 5 milhões na reforma e operação do hospital, que já conta com o setor de pediatria funcionando. Com os investimentos feitos pelo Governo do Estado, o Hospital de Trauma contará com 30 leitos de UTI (adulta e infantil), UTI para queimados, salas de cirurgia, sala de tomografia e ainda 242 leitos para atendimentos gerais.

No serviço de Pediatria, o governador conversou com as mães das primeiras crianças internadas, que confessaram que agora podem dizer que estão recebendo um atendimento humano e de qualidade.

O governador Ricardo Coutinho destacou que o governo está trabalhando com muito cuidado para estruturar o perfil do Hospital de Trauma, para que os atendimentos de baixa complexidade não inviabilizem um equipamento moderno e importante para a rede de saúde do Estado. “Esse cuidado em programar a transferência do hospital se dá pela responsabilidade deste governo com um equipamento moderno que atenderá mais de 100 municípios”, enfatizou.

“Além dos recursos aplicados no Hospital de Trauma, ainda estamos investindo na melhoria dos hospitais regionais e destinando R$ 7 milhões por mês na estruturação da rede de hospitais de pequeno porte, como também na ampliação da rede de maternidades. Com essa estratégia, o governo poderá otimizar o atendimento nos municípios e desafogar os hospitais regionais”, completou.

Durante a visita, o governador esteve acompanhado do diretor geral do Hospital de Trauma, Geraldo Antônio, e dos diretores José Florentino de Lucena (administrativo) e Flauber Antônio Cruz (técnico).

Cronograma – A transferência da parte administrativa e dos primeiros pacientes da pediatria do antigo hospital já foi iniciada no dia 9 de maio e continuará após a transferência dos cilindros de rede de gases, possibilitando o recebimento dos pacientes internados na UTI do hospital regional.

O diretor técnico do Hospital, Flauber Cruz, ressaltou que está programado para até o final do mês a instalação da rede de gás, que é obrigatório para o funcionamento das urgências e emergências e centros cirúrgicos. O diretor acrescentou que o novo hospital terá 30 leitos de UTI, quase o dobro do hospital antigo, o que irá melhorar a resolutividade na realização das cirurgias de alta complexidade.