João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo Coutinho visita Hospital de Trauma próxima semana

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011 - 19:15 - Fotos: 

Governador deve anunciar medidas emergenciais de saúde para todo Estado

O governador Ricardo Coutinho (PSB) deverá fazer uma visita às instalações do Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena na semana que vem, para averiguar a real situação da unidade, além de convocar uma reunião com a equipe clínicas do hospital e profissionais de outros setores.

A declaração foi feita pelo secretário de Saúde do Estado, Mário Toscano, na manhã desta sexta-feira (7), no auditório do Hospital de Emergência e Trauma, em João Pessoa. Segundo ele, a visita também servirá para o anúncio de medidas emergenciais que serão apresentadas pelo governador, que contemplarão todo Estado.

De acordo com Mário Toscano, a saúde do Estado passa por sérios problemas, especialmente na ordem financeira. Ele informou que diversas situações emergenciais vêm se apresentando, sem que haja recursos para atendê-las. “Tivemos que liberar recursos que atendiam decisões judiciais. Posso adiantar que a dívida do Estado com medicamentos chega a R$ 16 milhões”, lamentou.

O secretário informou que a recomendação de Ricardo Coutinho é de que é preciso priorizar os pagamentos de Cooperativas, prestadores de serviços e servidores da linha de frente dos hospitais e, só depois, pagar fornecedores. Ele ressaltou que também no Hospital de Trauma foram encontradas irregularidades nos pagamentos de pessoal e que a solicitação do governador é se enviem relatórios ao Tribunal de Contas do Estado, informando irregularidades.

Parceria com municípios – Mário Toscano fez questão de frisa a postura do Governo Ricardo Coutinho de formalizar e estreitar as parcerias com as prefeituras, descentralizando os serviços emergenciais, para que baixa e média complexidades fiquem a cargo do município e alta complexidade, seja da competência do Estado.

“Nossa meta é que todas as regiões do Estado tenham um Hospital Regional de alta complexidade. Queremos estreitar os laços com as Prefeituras, sem levar em conta privilégios partidários. Nossa intenção é que cada cidadão seja um gestor. Este sim é nosso grande projeto”, completou Mário Toscano.

Direção do Trauma – O diretor geral do Hospital de Emergência e Trauma, Edson Neves, declarou que pretende repassar ao governador a situação do Hospital de Trauma nos setores pessoal e finaceiro, além dos quantitativos de insumos e gêneros alimentícios. Segundo ele, após a finalização da fase de diagnóstico, começará a fase de planejamento.

“Uma de nossas preocupações é com o custo do hospital, que chega a R$ 5 milhões por mês, dos quais R$ 3.700,00 mil são gastos apenas com a folha de pessoal, onde constam efetivos, prestadores de serviços e cooperativas. A recomendação do governador é que possamos reduzir os custos sem perder a eficiência no atendimento”, avaliou Neves.

O diretor ressaltou que o hospital vem sofrendo com problemas de falta de medicamentos e gêneros alimentícios, mas graças a Secretaria de Saúde do Município, providências têm sido tomadas em prol dos pacientes. Ele relatou que apesar dos problemas apresentados, algumas metas já foram traçadas, como a intenção de credenciar os leitos das UTIs adulto e pediátrica e a disvinculação da folha de pagamento do Hospital de Trauma a cirurgia cardíaca do Hospital Universitário, da Central de Transplantes e do ambulatório de transplantes.

“Pretendemos também participar ativamente da criação das Redes de Urgência e Emergência do Estado, além de dar um tratamento humanizado aos usuários da Rede. Queremos melhorar as coindições de trabalho de nossos profissionais e referenciar o Hospital de Trauma como um aparelho formador do estudante da área de saúde – como um campo de estágio – e pós-graduação para médicos e profissional de saúde. São metas ousadas que podem ser conquistadas”, finalizou Edson Neves.