Fale Conosco

18 de novembro de 2011

Ricardo Coutinho abre seminário sobre democracia participativa



O governador Ricardo Coutinho abre oficialmente, nesta sexta-feira (18), às 19h, no auditório do Hotel Ouro Branco, na Capital, o 1º Seminário Paraibano de Democracia Participativa. O prefeito de João Pessoa Luciano Agra também participa da abertura do evento. O seminário é uma iniciativa conjunta da Secretaria de Estado do Planejamento e Gestão (Seplag), da Subsecretaria do Orçamento Democrático Estadual (ODE) e da Secretaria Executiva do Orçamento Democrático do Município de João Pessoa (ODM). O evento é destinado aos gestores públicos, sociedade civil, conselheiros, professores e estudantes interessados na temática.

Durante o evento, que se prolonga até o sábado (19), serão enfocados os desafios dos programas de orçamentos democrático-participativos na Paraíba, a partir das experiências locais de gestão compartilhada. O objetivo é constituir um espaço de diálogo entre a sociedade civil e as experiências de gestão pública, com metodologias participativas existentes no Estado, além de iniciar a discussão sobre as diretrizes para a formação de uma rede estadual de orçamentos democráticos e participativos.

Antes da abertura oficial, das 9h às 16h, haverá uma reunião restrita aos representantes das prefeituras que implementarão as metodologias participativas em suas gestões. A primeira conferência, às 20h30, terá como palestrante a professora Suely Leal, do Programa de Pós-Graduçãoem Desenvolvimento Urbanodo Departamento de Arquitetura da UFPE, doutora em Economia pela Unicamp e pós-doutora em Urbanismo, pelo Instituto de Urbanismo de Paris. Ela abordará o tema “Democracia participativa – os desafios das experiências de orçamentos democrático participativos”.

A programação contará, ainda, com os seguintes grupos temáticos paralelos: “Participação e Controle Social”; “Modelos e Metodologias de Orçamento Participativo”; “Estrutura e Organização Institucional”; e “Outras formas de Participação Popular”, com a presença dos professores João Bosco Ferreira, mestre e doutorando em Sociologia pela Universidade de Granada, na Espanha; Gustavo Tavares da Silva, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB); e Adriana Freire, da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).