João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo Coutinho abre encontro pedagógico para profissionais das creches

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011 - 17:17 - Fotos: 
O governador Ricardo Coutinho participou nesta terça-feira (8) da abertura do I Encontro Pedagógico de Formação Continuada para profissionais que trabalham nas creches estaduais de João Pessoa e Mamanguape. O evento está sendo realizado no Cine Banguê do Espaço Cultural, em João Pessoa, e é promovido pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (SEDH), com o objetivo de proporcionar aos educadores momentos de reflexão para a prática pedagógica.

O encontro, que termina nesta quarta-feira (9) e tem como tema “Educação Infantil: construindo laços através da afetividade”, contou com a presença da secretária do Desenvolvimento Humano, Aparecida Ramos, da coordenadora do Núcleo de Creches, Edilma Ferreira, e da professora Evangelina Brito, do Departamento de Letras da UFPB.

No ano passado havia apenas 3.600 vagas para 51 creches do Estado que atendem crianças de 0 a 5 anos de idade. Esta semana, em atendimento a uma determinação do governador, a Secretaria de Desenvolvimento Humano reabriu as matrículas nas creches estaduais porque o número de vagas foi ampliado para 4.400, representando um aumento de 20% em relação ao ano passado. Na opinião de Ricardo Coutinho, ainda é pouco. “Independente de crise, é preciso ampliar em muito mais o número de vagas para que as mães que precisam trabalhar ou procurar trabalho possam e tenham onde deixar seus filhos com alguma proteção. Mas isso se consegue com perseverança, determinação, coragem e humildade”.

 
O governador lembrou ainda que não basta transformar as creches em depósitos para guardar de crianças. “A educação infantil é fundamental na formação de um ser, devemos transformá-las em cidadãos de bem para conviver num mundo cada vez mais violento”.

O Governo do Estado pretende construir parcerias com os municípios que queiram ampliar e qualificar serviços. “Além das creches serem um espaço de proteção às crianças é preciso que seja um espaço de qualificação de vida que lhes permitam galgar condições melhores”. Ricardo Coutinho finalizou dizendo que “é preciso que se inclua nas creches uma política de artes para as crianças, a exemplo dos Centros de Educação Infantil de João Pessoa (CREIs), onde elas desenvolvem atividades ligadas à música com aulas de violão, flautas e outros instrumentos”.