Fale Conosco

26 de setembro de 2011

Ricardo avalia missão de Cuba e convênios com Ministério da Integração



Negócios firmados, intercâmbios nas relações institucionais e perspectivas de novos avanços na economia da Paraíba. Esse foi o resultado da missão comercial a Cuba, chefiada pelo governador Ricardo Coutinho. O balanço da viagem foi um dos destaques do programa Fala Governador desta segunda, 26, transmitido ao vivo pela rede Tabajara Sat.

Durante o programa, o governador anunciou uma perspectiva de negócios no valor de mais de U$S 5 milhões para as empresas que participaram da missão e tiveram a oportunidade de construir novos mercados para os produtos paraibanos. “Esta missão foi o primeiro passo e, ao mesmo tempo, representou avanços concretos para fortalecer a nossa economia e aproximar as relações institucionais, como intercâmbios, principalmente nas áreas de saúde e educação”, enfatizou.

Quanto aos resultados institucionais, Ricardo Coutinho destacou as conversas para tentar viabilizar a produção de um medicamento que evita de 70 a 80% a possibilidade de amputações de pés em pessoas que sofrem com diabetes. “Este medicamento é produzido em Cuba, apresenta excelentes resultados. Queremos trabalhar para que o Brasil também possa produzi-lo e oferecê-lo”, comentou.

Outro avanço foi a visita aos programas de alfabetização de Cuba, que são reconhecidos mundialmente. “A Universidade Estadual da Paraíba é destaque na formação de professores e aprovou uma resolução para que todos os alunos dos cursos de licenciatura devam alfabetizar pessoas antes da conclusão do curso. Queremos um intercâmbio que fortaleça o combate ao analfabetismo na Paraíba. Experiências ricas precisam ser seguidas e viabilizadas. Com esta resolução da UEPB, teremos um exército na luta contra o analfabetismo”, disse o governador.

A missão em Cuba também teve como foco a visita à Escola Latino-americana de Medicina, referência em formação de profissionais médicos voltados para a saúde pública. O governador revelou os esforços para validar o diploma de brasileiros formados em Cuba, para que eles possam atuar no Brasil, proposta que também é defendida pela presidente Dilma Roussef e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Agradecimento – Durante o Fala, Governador, Ricardo Coutinho fez um agradecimento especial ao vice-governador Rômulo Gouveia, pela maneira como conduziu o Governo da Paraíba, fiscalizou obras e deu encaminhamento à agenda do Estado, enquanto esteve como governador em exercício. “A contribuição de Rômulo nesse período foi essencial para o andamento das prioridades do governo”, lembrou.

Segurança hídrica – Com a participação do ministro Fernando Bezerra durante o programa Fala Governador, Ricardo Coutinho anunciou a assinatura do maior convênio da história do Ministério da Integração, orçado em R$ 933 milhões e que vai viabilizar a integração de bacias hidrográficas da Paraíba e garantir segurança no abastecimento de água.

“Serão 112 quilômetros de extensão e que vai permitir à Paraíba ampliar suas fronteiras de agricultura irrigável. Não há outra saída para alavancar a produção agrícola do nosso Estado. Ainda queremos, em parceria com o Ministério da Integração, concluir as Várzeas de Sousa e criar intervenções em toda a área que corta o sistema de integração de bacias”, comentou o governador. “Quero agradecer ao ministro Fernando Bezerra pela sensibilidade em manter as obras abertas para melhorar a vida dos paraibanos”, completou.

O ministro Fernando Bezerra reforçou que a obra está dentro do PAC 2 e que o Governo Federal está engajado em repassar recursos para viabilizar o acesso à água limpa e tratada.

As bacias hidrográficas que serão integradas são: Bacia do Rio Paraíba, Bacia do Rio Gurinhém (afluente do Rio Paraíba), Bacia do Rio Miriri,  Bacia do Rio São Salvador, Bacia do Rio Mamanguape, Bacia do Rio Araçagi e Bacia do Rio Camaratuba.

Nova Camará – No município de Esperança, o governador Ricardo Coutinho e o ministro Fernando Bezerra também assinam convênio para a construção da Nova Camará, orçada em R$ 39 milhões. Além da nova barragem, o convênio também vai garantir repasses para a construção do novo sistema adutor e a barragem de Pitombeiras. Todos os investimentos somam R$ 75 milhões.

O ministro Fernando Bezerra destacou o empenho do Governo do Estado em solucionar os entraves burocráticos da Nova Camará e disse que as obras serão viabilizadas com recursos da Defesa Civil Nacional e que a previsão de conclusão é para o final do próximo ano.