Fale Conosco

29 de maio de 2013

PB-148 irá beneficiar mais de 62 mil habitantes no Cariri



BOQUEIRÃO ORDEM DE SERVIÇO DA PB 148 4 270x202 - PB-148 irá beneficiar mais de 62 mil habitantes no CaririO governador Ricardo Coutinho autorizou, nesta quarta-feira (29), o início das obras de recuperação da PB-148, no trecho de 53 km, entre Queimadas, Boqueirão e Cabaceiras. A rodovia, que integra o Anel do Cariri, foi pavimentada em 1981 e há um bom tempo estava em péssimo estado de conservação. Serão investidos R$ 15,3 milhões na obra, que vai beneficiar 63 mil habitantes.

A 57ª ordem de serviço foi assinada no Centro de Boqueirão pelo governador Ricardo Coutinho, pelo vice-governador Rômulo Gouveia, pelo superintendente do DER, Carlos Pereira, e testemunhada pelos prefeitos de Boqueirão, João Paulo II; Cabaceiras, Luiz Ayres; e de Queimadas, Jacó Maciel, além dos deputados estaduais Carlos Dunga, Doda de Tião e Manoel Ludgério.

BOQUEIRÃO ORDEM DE SERVIÇO DA PB 148 8 270x202 - PB-148 irá beneficiar mais de 62 mil habitantes no CaririEm seguida, o governador, acompanhado dos técnicos do DER e prefeitos da região, acompanhou o início dos trabalhos de remoção do asfalto que está em péssimas condições no trecho entre Boqueirão e Cabaceiras. Ricardo Coutinho ressaltou que a estrada iniciada nesta quarta-feira (29) complementa o Anel do Cariri, que vai interligar a região, desde Queimadas até o município de Zabelê, num investimento de quase R$ 100 milhões. “Estamos investindo em adutoras e estradas para promover a integração e o desenvolvimento do Cariri paraibano”, ressaltou.

Adutoras - Ricardo Coutinho destacou duas obras importantes para a região, como as adutoras Boqueirão-Alcantil, que já está em obras, e a de Natuba, Umbuzeiro e Santa Cecília, que vão oferecer segurança hídrica para uma das regiões mais castigadas pela seca. Ele adiantou que nas próximas semanas será assinada a ordem de serviço da adutora Natuba-Umbuzeiro.

BOQUEIRÃO ORDEM DE SERVIÇO DA PB 148 6 270x202 - PB-148 irá beneficiar mais de 62 mil habitantes no CaririO superintendente do DER, Carlos Pereira, afirmou que essa estrada, que integra três municípios importantes, estava bastante deteriorada e vai integrar o grande Anel do Cariri oferecendo um novo trajeto, ligando a região de Campina Grande ao Cariri sem precisar passar pela BR-402.

Carlos Pereira afirmou que a previsão é que a obra seja concluída em 10 meses e para isso já está sendo iniciada em duas frentes, uma partindo de Boqueirão para Queimadas em CBUQ (concreto quente) e outra de Boqueirão a Cabaceiras em TSD (asfalto frio). “Esperamos que em 10 meses a estrada esteja pronta e com qualidade necessária para passar mais 15 anos”, observou.

BOQUEIRÃO ORDEM DE SERVIÇO DA PB 148 1 270x202 - PB-148 irá beneficiar mais de 62 mil habitantes no CaririDe acordo com o prefeito de Boqueirão, João Paulo, o governador demonstra a sua prioridade com o desenvolvimento da região ao complementar o Anel Viário do Cariri com a recuperação da estrada de Cabaceiras até Queimadas. “Com isso a nossa produção agrícola será escoada com mais agilidade e a população terá a acessibilidade necessária para percorrer as cidades vizinhas ou se locomover até Campina Grande”, comemorou.

João Paulo acrescentou que o Governo do Estado vem trabalhando de forma integrada com os municípios com os investimentos do Pacto Social e a garantia da revitalização da Escola Agrícola do municípios. “Quando foi inaugurada, esta escola tinha mais de mil alunos, hoje possui apenas 140 alunos. E queremos junto com o Estado revitalizá-la com a implantação de cursos técnicos agrícolas”, ressaltou o prefeito.

Já o prefeito de Cabaceiras, Luiz Ayres, disse que espera que na Festa do Bode Rei do próximo ano a rodovia esteja pronta para facilitar o acesso ao município. “A estrada de Boqueirão a Cabaceiras está praticamente destruída e esperamos que seja feita com agilidade para estimular a nossa caprinocultura e o turismo”, afirmou.

BOQUEIRÃO ORDEM DE SERVIÇO DA PB 148 3 270x202 - PB-148 irá beneficiar mais de 62 mil habitantes no CaririO aposentado Ivan Braz de França disse que lembra o tempo em que a estrada foi feita no início da década de 80 e considera a recuperação uma obra “fora de série” do Governo do Estado para essa região, que tem produção agrícola e comércio forte. “Diariamente estudantes daqui vão para Campina Grande ou pacientes são transferidos para o hospital regional de Queimadas ou Campina Grande. Realmente a situação está muito difícil”, comentou.

O comerciante Inácio Bezerra, de Boqueirão, afirmou que o acesso para Cabaceiras está péssimo e a população dos três municípios esperava pela recuperação. E destacou: “Quem critica a construção de estradas não sabe o que está falando, não mora numa região como esta. Por isso, o Governo do Estado está de parabéns ao integrar os municípios”.