João Pessoa
Feed de Notícias

Governo inicia ‘Rodovia da Reintegração’, que ligará cinco cidades

sábado, 8 de dezembro de 2012 - 11:00 - Fotos:  José Marques / Secom-PB

Também na sexta-feira (7), o governador Ricardo Coutinho autorizou o início das obras de pavimentação de dois trechos da PB-228, denominada Rodovia da Reintegração, que vai interligar com asfalto os municípios Quixaba, Passagem, Areia de Baraúna, Assunção e Cacimba de Areia ao entroncamento da BR-230, numa extensão de 84,2 km. O investimento é da ordem de R$ 62.409.907,92.

A obra será realizada em dois lotes, um ligando  Quixaba/Passagem ao entroncamento da BR-230, numa extensão de 37 km; e outro ligando Assunção, Salgadinho, Areia de Baraúnas e acesso a Passagem, com 39,3 km e mais 8 km que serão restaurados entre a BR-230 a Assunção. “Essa é uma das maiores obras do Programa Caminhos da Paraíba que vai possibilitar o encontro de seis municípios que hoje são isolados do desenvolvimento”, ressaltou Ricardo Coutinho.

Com a obra, o Governo do Estado contempla uma população de 117.141 habitantes e começa a realizar um sonho de mais de 50 anos para os moradores de uma região que ficou isolada, principalmente após a inauguração da BR-230, que passa por Junco do Seridó e por Santa Luzia.

Ricardo Coutinho afirmou que sem asfalto estes municípios ficam praticamente parados no tempo, pois não chega o comércio nem empresas, “mas estamos quebrando este ciclo com um projeto ambicioso que levará o asfalto a todas as cidades isoladas. Isso significa desenvolvimento, dignidade e respeito”, destacou.

De acordo com o presidente do DER, Carlos Pereira, uma característica marcante da rodovia é que será construída à base de CBUQ (concreto de alta resistência utilizado em BR) e com uma terceira faixa nos poucos quilômetros de serra que dará mais segurança para as pessoas que quiserem cruzar essa região do Sertão.

Carlos Pereira informou que as obras de pavimentação, restauração e rejuvenescimento executadas, em andamento, em licitação e programadas já chegam a 1.556 km, dos quais 701 km foram concluídos; 602 km estão em andamento e 256 km programados em fase de elaboração de projeto executivo. “É o maior programa de construção de estradas do Nordeste”, comemorou.

Os prefeitos de Passagem, Cacimba de Areia, Salgadinho, Desterro, Tenório, Santa Luzia, Olho D’água, Areia de Baraúna, Quixaba e Passagem participaram das solenidades de assinatura das ordens de serviço, além  dos deputados Antônio Mineral e Domiciano Cabral, secretários de Estado e lideranças de vários municípios da região.

O deputado Antônio Mineral lembrou que desde a sua infância, no sitio Caiçara, em Areia de Baraúna, já se falava da importância de se construir uma estrada ligando Patos a Assunção. “Neste tempo não sabia sequer o que era um asfalto, mas Deus me abençoou a lutar por esta obra como vereador, prefeito de Areia de Baraúna e ter como deputado assinado o primeiro requerimento pedindo ao governo a sua execução. Muitos duvidaram que seria feita, mas Ricardo Coutinho mostrou que é um homem de palavra e já iniciou a obra mais importante desta região”, afirmou.

O motorista Raimundo Gabriel dos Santos, morador de Quixaba, disse que muitos prometeram a estrada. “Desde quando João Agripino abriu esta estrada de terra que se prometia trazer o asfalto. Trabalhei anos como motorista e só se encontrava barro e pedra pela frente. Hoje a estrada é uma realidade que vai facilitar o acesso destes municípios a Patos e promover a integração a BR-230”, destacou.

Geraldo da Nóbrega, morador da zona rural de Salgadinho, afirmou que a estrada é uma benção de Deus porque todos sonhavam com a obra desde 1950.  “Quando tinha 14 anos várias personalidades políticas já prometiam o asfalto.  O tempo passou e hoje com quase 80 anos vejo a estrada ser iniciada. É uma realização para mim e para todo o povo desta região”, disse emocionado.

Bem mais jovem, a estudante Paloma Aquino, de 11 anos, fez um depoimento que emocionou a todos. Ela agradeceu ao governador Ricardo Coutinho pela água, pela estrada, pela escola construída e pelo ônibus escolar, mas principalmente por lembrar de uma gente com tantas necessidades. “É um momento feliz de nossas vidas e a demonstração de que neste governo o sonho do povo pode se tornar realidade”, discursou.