João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo autoriza licitação para construção de hospital

segunda-feira, 30 de setembro de 2013 - 17:01 - Fotos:  José Lins/Secom-PB

O Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência de Santa Rita, maior obra na área da saúde, vai ser construído e equipado com investimentos superiores a R$ 100 milhões, sendo R$ 63,5 milhões destinados à construção e o restante na aquisição de modernos equipamentos e mobiliário. A autorização do processo de licitação da obra foi assinada na manhã desta segunda-feira (30), pelo governador Ricardo Coutinho, na Praça João Pessoa, centro da cidade. A obra deve ser construída em 18 meses.

 O governador Ricardo Coutinho ressaltou que, além dos serviços de urgência, emergência, traumatologia, o Hospital Metropolitano de Santa Rita também terá uma maternidade de alta complexidade. “Esse hospital vai desafogar o Hospital de Trauma de João Pessoa e oferecer uma qualidade de atendimento extraordinário porque vai complementar a rede estadual de saúde de uma forma que nós não vamos ter mais nenhuma demanda reprimida nos hospitais de urgência e emergência em toda essa região”, enfatizou.

 Ricardo destacou que o novo hospital será maior do que o Hospital de Trauma da Capital: “Serão 215 leitos, dos quais 30 leitos de UTI. Ou seja, um grande hospital. Será o maior hospital da Paraíba”. O governador assegurou que os recursos, oriundos do Governo do Estado e do Governo federal, já estão alocados.

O governador citou ainda outras obras que o Governo do Estado já está executando em Santa Rita, a exemplo do saneamento básico nas comunidades Odilândia e Várzea Nova e a barragem de captação da Cagepa no conjunto Tibiri, que vai ofertar água tratada. Ele anunciou que vai licitar a escola estadual no conjunto Marcos Moura e assinar a ordem de serviço para a pavimentação de estrada de Forte Velho. “Eu quero que Santa Rita avance e o Governo do Estado está e estará junto com todos aqueles que queiram dar esse passo”, complementou Ricardo.

O secretário de Estado da Saúde, Waldson de Souza, destacou que a obra do Hospital Metropolitano terá uma concepção arquitetônica inovadora, ecologicamente correta, com aproveitamento de água e de luz solar. Para o seu funcionamento serão necessários cerca de 1.700 profissionais. Até o momento o Estado já aumentou em 611 o número de novos leitos hospitalares na Paraíba.

A senhora Severina Cordeiro, líder do grupo de idosos Rainha da Paz, em Santa Rita, fez questão de agradecer ao governador pelas melhorias que tem levado para sua cidade. “Agradeço nesse momento pelo hospital, uma obra maravilhosa para todos nós e pelo apoio que está sendo dado a nós idosos”, afirmou.

O conselheiro do Orçamento Democrático, Auriberto Barbosa, lembrou que o projeto do Hospital Metropolitano é uma das demandas apontadas e defendidas pela população da região, enquanto o deputado federal Efraim Filho expressou sua satisfação em contribuir com o projeto do novo hospital, sendo autor de emenda parlamentar no valor de R$ 20 milhões e acrescentou: “A beleza dessa ação é porque é uma ação pensada de forma macro. E este é um marco de uma gestão administrativa ousada e audaciosa”.

O hospital – A unidade de saúde vai beneficiar vários municípios da Região Metropolitana de João Pessoa, com atendimento ambulatorial de emergência, urgência e trauma, além de internação, com apoio ao diagnóstico e terapia. Para o setor de atendimento ambulatorial, o projeto prevê a construção de salas de espera de pacientes e acompanhantes, curativos, inalação, aplicação de medicamentos e de serviços. O hospital também vai contar com consultórios de enfermagem, ginecologia/obstetrícia e pediatria. Ainda está prevista uma área exclusiva para serviço de nutrição e uma farmácia popular.

O setor de emergência terá salas de triagem, exames, suturas, raio-x, duas de observação materna e uma de observação pediátrica. Também estão previstas a construção do posto de enfermagem e serviços, quarto de isolamento e quarto para plantonistas. O setor de apoio ao diagnóstico e terapia terá laboratórios de análises e salas de lavagem, preparo e esterilização de material. O centro cirúrgico será equipado com cinco salas de cirurgias, posto de enfermagem, sala de recuperação pós-anestésica, espaços para funcionários e armazenamento de equipamentos e materiais.

O hospital também vai oferecer o serviço de diálise e agência transfuncinal. Esse espaço será equipado com área para estocagem de hemocomponentes, com refrigerador para hemácias e freezer para plasma, além de uma sala com área para controle e distribuição dos hemocomponentes.

No início da solenidade, o cerimonial do Governo do Estado prestou uma homenagem às vítimas do acidente com um ônibus da empresa Santa Rita no sábado passado.