João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo assina medidas para beneficiar setor agropecuário

sábado, 26 de setembro de 2015 - 16:37 - Fotos:  José Marques/Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho assinou vários documentos que vão beneficiar o setor agropecuário da Paraíba. Entre eles está o Decreto de Criação do Plano Estadual de Agricultura com Baixa Emissão de Carbono, em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A solenidade aconteceu na manhã deste sábado (26), no Centro de Eventos e Exposição Henrique Vieira de Melo, durante a 48ª Feira Agropecuária e Derivados da Paraíba. O evento contou com a presença de auxiliares do governo e representantes de associações, federações e cooperativas.

Para o governador, as medidas assinadas neste sábado buscam o fortalecimento do setor. “Nós queremos acelerar, nesse momento, a nossa agropecuária para que a nossa participação no PIB, que está em torno de 5,6% da agropecuária no Estado da Paraíba, possa aumentar significativamente. É claro que esta participação é apenas da atividade primária, que aquilo que é transformado vai fazer parte da indústria. Mas, mesmo assim, é possível nos grãos, na pecuária leiteira, na pecuária de corte ampliar essa participação e gerar emprego”, afirmou Ricardo Coutinho.

O secretário de estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, Rômulo Montenegro, destacou a assinatura do decreto de criação do Plano Estadual de Agricultura de Baixo uso de Carbono entre as várias medidas oficializadas neste sábado pelo governador. “A agricultura tem um compromisso com o meio ambiente, com a sustentabilidade. E nós não podíamos ficar de fora. Todos os estados da federação tinham o seu Plano Estadual do ABC, exceto a nossa Paraíba. ABC significa sustentabilidade pautada em três elementos básicos, que é o meio ambiente, o econômico e o social”, explicou.

Mais oito documentos assinados – As parcerias assinadas visam potenciar vários setores da agricultura e agropecuária no Estado. Ao todo foram quatro termos de cooperação. Um deles foi com a seccional Paraíba da Organização das Cooperativas do Brasil (OCPB), objetivando criar novas cooperativas para organizar produtores em torno delas. O segundo foi ajustado entre a Secretaria do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (Sedap) e a Associação dos Supermercados da Paraíba para monitoramento da qualidade de hortifrutigranjeiros comercializados no Estado.

O terceiro termo de cooperação foi com a Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária da Paraíba (Emepa) e diz respeito à inseminação artificial para melhoramento genético em dez municípios da área de abrangência da Cooperativa ABC Leite. O quarto documento desse tipo envolveu a Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ); Emepa; Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater); e a Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (Faepa). O objetivo é melhorar a qualidade genética do rebanho bovino do Estado, dentro do Programa Progenética.

Também foram assinados dois termos de cessão de uso. Um deles foi para a utilização de uma máquina para tratamento de frutas, além de um calibrador de frutas para a Cooperativa dos Irrigantes de Sousa. O outro diz respeito a equipamentos e um caminhão para a Cooperativa dos Produtores de Leite ABC Paraibano.

Dos dois protocolos de intenções assinados, um foi acertado entre a Cooperativa dos Irrigantes de Sousa e a Empresa Paraibana de Abastecimento e Serviços Agrícolas (Empasa) para instalação de postos de comercialização. O outro foi entre o Governo do Estado e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento com vistas a estabelecer diretrizes para efetivação de políticas públicas do Plano de Desenvolvimento da Agropecuária do Nordeste, voltados para a caprinocultura.