João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo assina maior convênio da história do Ministério da Integração

segunda-feira, 26 de setembro de 2011 - 15:26 - Fotos: 

Governador assina convênio no Palácio. Foto: José Marques/Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho, ao lado do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, assinou, no final da manhã desta segunda-feira (26), nas dependências do Palácio da Redenção, em João Pessoa, o termo de compromisso que garante a construção do canal Acauã-Araçagi, adutor das Vertentes Litorâneas.

Ricardo destacou a importância de viabilizar a integração das bacias hidrográficas da Paraíba, promovendo segurança hídrica em todo Estado. Segundo ele, essas ações são oriundas da parceria entre os governos Estadual e Federal, por meio da assinatura do maior convênio da história do Ministério da Integração, com investimentos que somam R$ 933 milhões.

“Os benefícios garantidos com esta obra vão além do simples abastecimento d’água. Uma obra desse porte interfere diretamente no resgate das potencialidades das regiões do Brejo e Vale do Paraíba, atuando diretamente no desenvolvimento local. Nosso projeto prevê a ampliação de nossas fronteiras de agricultura irrigável e o aumento da produção agrícola”, disse Ricardo.

O governador agradeceu o emprenho do ministro da Integração e de sua equipe nas questões sensíveis à Paraíba. “Nosso principal agradecimento ao ministro Fernando Bezerra é por seu empenho em solucionar problemas com os quais a Paraíba sofre há décadas. Graças a esta postura eficiente e aberta do governo da presidenta Dilma, vamos estender essa parceria e concluir as Várzeas de Sousa, criando intervenções em toda a área que corta o sistema de integração de bacias”, finalizou.

De acordo com o ministro Fernando Bezerra, a política acessível do Governo Federal aos problemas que afetam o semiárido é uma das preocupações mais urgentes da presidente Dilma. Segundo Bezerra, ela recomendou velocidade na execução de obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC II), projeto no qual o canal Acauã-Araçagi está incluso. “Estamos engajados no repasse de recursos que se enquadram nos projetos do PAC II, especialmente no semiárido. Temos pressa em viabilizar o acesso à água limpa e tratada”, destacou.