João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo assina acordo com BNB para energia solar na agricultura

segunda-feira, 23 de maio de 2016 - 20:16 - Fotos:  José Marques

O governador Ricardo Coutinho assinou, nesta segunda-feira (23), um acordo de Cooperação com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e a Gestão Unificada (Emepa/Interpa/Emater), com o objetivo de fortalecer e inserir de maneira sustentável o uso da irrigação utilizando sistemas solares fotovoltaicos na agricultura familiar. O convênio estipula linha de crédito com recursos no valor de R$ 10 milhões por ano, que serão investidos para beneficiar cerca de 400 mil pequenos agricultores.

Na solenidade, o governador enfatizou que o uso da energia solar para irrigação vai gerar desenvolvimento e renda no campo. “Estou muito feliz porque estamos mudando para melhor a vida dos pequenos agricultores da Paraíba. Esse sonho já fazia parte do pensamento do Governo há um bom tempo e hoje podemos concretizá-lo. Esse convênio representa algo extremamente positivo que tem a capacidade de revolucionar a agricultura familiar, usando a energia solar. Ele possibilita uma repaginação na forma de investir na agricultura. Os pequenos agricultores terão condições de produzir com menos custos e mais lucratividade”, destacou.

Ricardo também ressaltou a importância de parcerias como esta feita com o Banco do Nordeste para o benefício da agricultura familiar. “O BNB tem sido um grande parceiro da atividade produtiva do Nordeste. O convênio assinado hoje libera R$ 10 milhões para este ano, podendo ser renovado e chegar aos R$ 50 milhões para irrigação com energia solar. Então isso é um apoio muito importante para o desenvolvimento da agricultura paraibana”, observou.

O presidente da Gestão Unificada, Nivaldo Magalhães, explicou que o acordo com o BNB tem vigência inicial de dois anos, podendo ser renovado por, no máximo, cinco anos. “A partir de agora vamos implantar mais financiamentos para a agricultura familiar, através desse convênio com o BNB. A Emater deve elaborar e encaminhar ao banco todos os projetos técnicos de financiamento, conforme a demanda das famílias agricultoras. Com os sistemas solares fotovoltaicos o agricultor tem muitas vantagens, já que a energia é gerada pelo sol e ele só tem custos pequenos como a manutenção, por exemplo. Os agricultores familiares terão uma carência de três a cinco anos para fazer o pagamento do seu financiamento”, esclareceu.

O secretário da Agricultura Familiar e Desenvolvimento do Semiárido, Lenildo Morais, ressaltou que o uso dos sistemas solares fotovoltaicos representa uma inovação para a Paraíba. “Nosso Estado tem sido inovador e com isso vem gerando renda e dando mais qualidade de trabalho e de sustentabilidade ao povo do campo. Esse programa pode trazer até R$ 50 milhões voltados para o crescimento da agricultura familiar. É um passo enorme para esta área, já que proporciona que o trabalhador use uma energia alternativa e mais barata”, explicou.

“Para nós é uma grande honra poder contribuir com o desenvolvimento da agricultora da Paraíba. O governador Ricardo Coutinho nos levou essa demanda e resolvemos firmar este convênio para a criação de uma linha de crédito diferenciada, voltada para os agricultores familiares. A partir de hoje as nossas agências estarão aptas a contratar o financiamento, com o intermédio da Emater. Esperamos ajudar muitas famílias paraibanas que vivem da agricultura”, disse o superintendente do Banco do Nordeste na Paraíba, Wesley Maciel.