João Pessoa
Feed de Notícias

Ricardo abre encontro de jovens rurais do semiárido em Campina Grande

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016 - 11:33 - Fotos:  Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho abriu, na noite dessa quinta-feira (28), na sede do Instituto Nacional do Semiárido (Insa), em Campina Grande, o “Encontro de Jovens Rurais do Semiárido Brasileiro”, que tem como tema central “Compartilhando e Construindo Novos Saberes sobre Convivência com o Semiárido”. O encontro, que vai até este domingo (31), tem a participação de mais de 300 jovens rurais de oito Estados do Nordeste e de Minas Gerais.

Ao falar aos mais de 300 jovens nordestinos e do semiárido de Minas Gerais, Ricardo Coutinho declarou: “é um prazer estar aqui compartilhando com vocês um momento tão rico de troca de experiências, mas principalmente de construção de estratégias comuns para um mesmo povo, o do semiárido brasileiro”.

Ricardo frisou que o Governo do Estado tem desenvolvido um trabalho importante de inclusão produtiva no campo, como agricultura irrigada e outras ações. “Neste encontro nós queremos aprender e compartilhar algumas coisas que estão acontecendo aqui na Paraíba”, pontuou.

O governador destacou ainda a importância dos jovens, que terão papel fundamental na construção de uma agenda específica para o semiárido brasileiro. “Uma agenda que não seja apenas a inclusão produtiva, a inovação tecnológica, mas que além de tudo isso passe pela área artística e cultural, para que as pessoas possam viver melhor do que seus pais e seus avós viveram”, pontuou.

O Encontro de Jovens Rurais do Semiárido é promovido pelo Governo Estadual por meio do Procase e tem como parceiros o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida), Instituto Nacional do Semiárido (Insa), Instituto Inter Americano de Cooperação para a Agricultura (IICA), Projeto Semear, Projeto Procasur, além de diversos movimentos e organizações da sociedade civil ligadas à juventude do campo.

O objetivo do evento é mobilizar expressões juvenis do campo, fortalecer as pautas da juventude do semiárido nos espaços de participação e no processo de construção das políticas de desenvolvimento territorial, a partir de intercâmbios de experiências concretas desses jovens.

Os jovens estão desenvolvendo atividades formativas e de intercâmbios de experiências, vivências e aprendizados a partir da realidade de suas comunidades, que inclui quilombolas e indígenas.

O secretário de Estado da Agricultura Familiar, Lenildo Morais, destacou que a pauta do encontro debate uma temática extremamente necessária dentro das políticas públicas para o semiárido. “É preciso que todos os projetos dentro da agricultura familiar tenham o recorte de gênero e o recorte da juventude, o que é muito importante para o desenvolvimento rural sustentável”, disse.

O coordenador do Procase, Hélio Barbosa, adiantou que ao final do encontro será redigida A Carta da Paraíba, a partir de troca de experiências, oficinas temáticas e câmaras de debates. “O passo que o Governo da Paraíba dá aqui é que o nosso Estado está provocando o Governo Federal em inserir no Plano Nacional de Juventude a pauta da juventude do semiárido que inclui a sucessão rural, esse é o grande resultado desse encontro”, frisou.

O diretor do Instituto Nacional do Semiárido Celso Furtado, Salomão Medeiros, saudou os 300 jovens e destacou que todos devem aproveitar o encontro para criar uma agenda propositiva para o semiárido. “Que essa agenda possa incluir educação, cultura, que possa discutir uma economia forte para o semiárido, o acesso à tecnologia no campo, e o Insa, junto com diversos parceiros, junto aos movimentos sociais, a academia, fazer um trabalho de discussão de como conviver com a semiaridez”.

A deputada estadual Estela Bezerra avalia que mais uma vez a Paraíba ocupa um lugar estratégico de articulação de uma região cujo conceito vai para além da organização do Estado. “Semiárido é notadamente uma região caracterizada por cultura climática, por dificuldades específicas que chega até Minas Gerais e que une as pessoas que podem produzir soluções porque vivem dificuldades comuns e a Paraíba com a visão do governador Ricardo mais uma vez sai na frente agregando um segmento que precisa muito de cuidado, de política pública e principalmente de respeito ao seu protagonismo”, afirmou.

A representante do Programa Semear e do Fida, Dirce Ostroski, afirmou que é necessária a manutenção dos jovens no campo. “A mudança dos jovens rurais para as cidades traz inúmeros problemas, então a gente precisa encontrar maneiras em que os jovens vivam e vivam bem no campo, estudando, trabalhando. Essa é uma das maiores importâncias desse encontro”, pontuou.

A indígena Jaciara Tabajara, da cidade do Conde, afirmou que o encontro já era um espaço reivindicado pelos jovens rurais. “Ao promover esse intercâmbio de juventude de outras regiões, o Governo faz com que a gente reflita as dificuldades junto com os outros, assim como as conquistas já realizadas em nosso território e aqui vamos discutir políticas públicas que a gente precisa implantar nos nossos territórios”, destacou.

Dos 223 municípios paraibanos, 171 estão situados no semiárido compreendendo 11 dos 15 territórios rurais existentes no Estado. Destes, cinco são atendidos pelas ações e projetos realizados e monitorados pelo Procase.