João Pessoa
Feed de Notícias

Em João Pessoa: Ricardo abre 21º Salão de Artesanato da Paraíba

sábado, 20 de dezembro de 2014 - 12:50 - Fotos:  Francisco França/ Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho abriu, na noite dessa sexta-feira (19), a 21ª edição do Salão de Artesanato da Paraíba, que este ano acontece na antiga sede do BNB, no Cabo Branco, em João Pessoa, com o tema “Das mãos floresce o crochê”. Após a abertura solene, Ricardo visitou o Salão e conversou com artesãos e artesãs que expõem e vendem os trabalhos. O evento contou com a participação dos alunos do curso de Design de Interiores do IFPB, que participaram da ambientação.

Este ano, o Salão do Artesanato da Paraíba conta com 2230 artesãos que expõem várias tipologias artesanais. Nesta edição, o Salão ganhou uma área para exposição das peças em crochê confeccionadas durante as capacitações com o designer têxtil Renato Imbroisi. Também há um espaço de projeção mapeada em 3D com exibição de um documentário que mostra a capacidade produtiva e histórias de crocheteiras de destaque no Estado.

O governador Ricardo Coutinho lembrou que nas últimas versões do Salão, o Governo buscou qualificar o evento, que está mais bonito e com produtos de alta qualidade graças ao trabalho prévio com designers renomados que prestam consultoria aos participantes.

Ricardo ainda ressaltou os avanços no escoamento da produção em todas as regiões do Estado e no conceito do artesanato paraibano. “Vale a pena conferir o Salão, que tem o tema central o crochê, mas que traz inúmeros produtos que carregam a identidade e a alma de cada artesão e podem representar, neste final de ano, um presente muito mais valioso do que os presentes tradicionais”, observou.

Para a gestora do Programa de Artesanato da Paraíba, Lu Maia, o evento valoriza a cultura paraibana. “Este é um salão diferente, que vai valorizar a cultura paraibana e inserir os nossos artesãos no mercado. Pensamos mais sobre a qualidade de cada produto, pois aqui teremos os melhores exemplos, expondo de forma elegante e criativa. Por isso, nossa expectativa são as melhores possíveis. Temos uma equipe boa, experiente, e pessoas novatas que estão agregando valor e se revelando com muita capacidade”, comentou Lu Maia.

A primeira-dama do Estado e coordenadora do Programa de Artesanato  da Paraíba, Pâmela Bório, destacou que a partir da capacitação das crocheteiras surgiu a ideia de trazer essa tipologia tradicional e versátil para esta edição. “Esperamos que o público se encante e se reencante com produtos tradicionais e novos ao visitar esse grande espaço do artesanato paraibano, que este ano acontece em um novo local. Nossa expectativa é superar as vendas de outras edições, aproveitando que João Pessoa está cheia de turistas em dezembro e na própria evolução do artesanato”, ponderou.

A artesã Ana Alice Cirilo, de João Pessoa, faz crochê há três anos, e destacou a importância do Salão. “Minha expectativa é superar as vendas do ano passado que já foram muito boas”.

A artesã Maria da Conceição Emiliano, de Boa Vista, também disse que a expectativa é fazer boas vendas como nas edições anteriores, já que trouxe uma grande quantidade de produtos como bolsas, carteiras, móbiles com preços bem acessíveis. “Temos produtos mais simples ao preço de R$ 5,00 e outros mais elaborados. Esperamos vender bem e aumentar a renda neste final de ano”, completou.

A solenidade de abertura do Salão de Artesanato da Paraíba também contou com as presenças do secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico do Estado, Renato Feliciano; do superintendente do Sebrae Paraíba, Luiz Alberto Amorim; do presidente da FIEP, Buega Gadelha, do deputado estadual João Gonçalves e do representante da PBTur, Francisco Linhares.

O Salão de Artesanato da Paraíba acontece até o dia 25 de janeiro abrangendo todas as tipologias do artesanato: fios, madeira, algodão colorido, fibra, cerâmica, couro, tecelagem, brinquedo, pedra, metal, osso, artesanato indígena, cordel, xilogravura, habilidades manuais e ainda conta com um espaço voltado à gastronomia regional.

Serviço - O Salão funciona diariamente das 15h às 22h. As exceções são para os dias 24, 25 e 31 dezembro, bem como para o dia 1º de janeiro, quando o evento será fechado para as festas de final de ano. A visitação é gratuita. O evento conta com o apoio do Governo Federal, Programa de Artesanato Brasileiro (PAB), Sebrae-PB e Governo do Estado da Paraíba.