João Pessoa
Feed de Notícias

Reunião entre Secretarias de Educação e Segurança discute seguranças nas escolas da Rede Estadual de Ensino

quinta-feira, 30 de novembro de 2017 - 09:35 - Fotos:  Secom-PB

O secretário de Estado da Educação, Aléssio Trindade, juntamente com a equipe da Secretaria de Estado da Educação (SEE), esteve reunido com o secretário executivo de Segurança e Defesa Social, Jean Francisco Ferreira Nunes, para discutir a segurança nas escolas.

Também participaram da reunião o comandante geral da Polícia Militar, Cel. Euller Chaves, o sub-comandante da PM, Cel. José de Almeida Rosa e o comandante geral do Corpo de Bombeiros Cel. Jair Correia de Barros, o gestor da Escola Técnica de João Pessoa, Elton Fernandes, a gestora da Escola Cidadã Integral Heliton Santana, Natália Amaral e a coordenadora pedagógica da escola, Márcia Santos.

Durante a reunião, que aconteceu pela manhã nesta quarta-feira (29) no Centro de Formação de Professores e teve continuidade à tarde na sede da Secretaria de Segurança e Defesa Social (Seds), foram discutidos temas como o projeto ‘Escola Segura’ e a segurança das Escolas Cidadãs Integrais. O consultor de Gestão da Seds, Manuel Ferreira, explicou o objetivo da reunião. “Após discutir os pontos fortes e as melhorias, vamos motar um plano de ação para realização de um trabalho conjunto entre a Seds e seus órgãos operativos e a SEE. Esta é uma forma inteligente de trabalharmos as interfaces das duas áreas”, explicou.

O secretário Aléssio Trindade destacou a importância da reunião. “O plano estratégico da Segurança Pública tem a educação como fator importante para a melhoria da segurança no nosso Estado. Por outro lado, no plano estratégico da educação, a educação integral tem espaço de tempo suficiente para que se possa trabalhar a autoestima e a educação, principalmente nas regiões vulneráveis. Neste sentido, estamos aproximando a Segurança Pública e a Educação, de uma forma sistêmica, com uma visão educativa, pedagógica e comunitária, para que numa articulação, entre a polícia comunitária e os gestores das escolas, possamos expandir ainda mais esta segurança, usando a tecnologia de comunicação e ampliando o monitoramento”, destacou o secretário.