João Pessoa
Feed de Notícias

Reunião discute parcerias para ampliar políticas públicas para as mulheres

terça-feira, 14 de junho de 2011 - 18:41 - Fotos: 

Reunião aconteceu na sede da Secretaria.Foto/Secom-PB

Representantes da Comissão dos Direitos da Mulher e da Igualdade de Oportunidade da Assembleia Legislativa participaram, na tarde desta terça-feira (14), de uma reunião com a secretária de Estado da Mulher e da Diversidade Humana, Iraê Lucena. O objetivo da Comissão, instalada há 15 dias, foi o de conhecer as ações da Secretaria e saber como podem trabalhar em parceria.

Durante a reunião, Iraê Lucena apresentou as metas da Secretaria, a exemplo da instalação da Casa Abrigo em João Pessoa, da instalação do Centro de Referência da Mulher, em Campina Grande, e da criação do Museu das Mulheres Paraibanas.

Além disso, a Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana vai promover o Fórum Preparatório para a III Conferência Estadual de Políticas para as Mulheres. O evento será realizado no dia 08 de julho no hotel Netuanah, em João Pessoa. Já a III Conferência Estadual de Políticas para as Mulheres será realizada no período de 13 a 15 de outubro.

Segundo a Presidente da Comissão dos Direitos da Mulher e da Igualdade de Oportunidade do Poder Legislativo, deputada estadual Gilma Germano, a visita foi positiva. “A gente vê uma Secretaria nova, mas com a preocupação de discutir políticas públicas voltadas às mulheres e a diversidade humana de uma forma organizada. Além disso, está à frente uma mulher que conhece bem a realidade dessa temática. A gente está aqui para justamente conhecer as ações e construir um trabalho em conjunto para construir e ampliar essa política”, destacou.

Depois da reunião, os representantes da Comissão da Mulher e Diversidade Humana da Assembleia Legislativa visitaram as instalações da secretaria. Para Iraê Lucena, a visita é sinônimo de novas parcerias com o poder legislativo. “É muito importante esse primeiro contato, principalmente acompanhar as ações do poder legislativo, da bancada feminina, como também da própria comissão, sobre os eixos de políticas públicas para essa temática. Precisamos somar forças”, ressaltou.