Fale Conosco

18 de dezembro de 2013

Retomada do Bolsa Atleta garante incentivo ao esporte



Após quatro anos de suspensão, o ano de 2013 marcou a retomada do Programa Bolsa Atleta e, com isso, investimento na formação de atletas de alto rendimento para o esporte brasileiro. Ao todo, 145 atletas e paratletas estão sendo contemplados pelo programa estadual, que é mantido com recursos próprios da Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

O Bolsa Atleta vem sendo a grande solução para muitos atletas que não possuem ajuda nem patrocínio. Mesmo passando quatro anos desativado, o atual Governo retomou o programa e mostra que tem compromisso com o esporte na Paraíba”, disse o secretário Tibério Limeira.

O programa é regulado pela Lei 8481/2008, com quatro tipos de bolsas: a de rendimento internacional, destinada aos que tenham integrado a delegação brasileira nos últimos jogos olímpicos e paralímpicos; de rendimento nacional, para quem conquistou na competição máxima da temporada nacional, no ano anterior ao pleito, o primeiro, segundo ou terceiro lugar ou em primeira, segunda ou terceira colocação no ranking nacional de sua modalidade; a institucional categoria talento esportivo, para os que tenham no máximo 23 anos no momento da assinatura do contrato, e a bolsa estudantil para os estudantes que tenham conquistado o primeiro, segundo ou terceiro lugar na primeira divisão das Olimpíadas Escolares Brasileiras no ano anterior ao pleito.

O incentivo do Bolsa Atleta é fundamental para atletas como Yuri Quirino e Gabriel Barbosa, que chegaram a representar o Brasil em uma competição disputada no Peru no segundo semestre deste ano. Sandra Quirino, mãe de Yuri, disse que a ajuda foi muito importante. “Eu morava em Guarabira e, toda competição que tinha, precisava sair de loja em loja pela cidade. Hoje não preciso fazer isso, graças ao programa”, destacou. A mãe de Gabriel, Elma Barbosa, tem a mesma opinião. “É um incentivo importante. Há oito anos que ele treina e não havia sido contemplado ainda. Este ano saiu e com o dinheiro conseguimos oferecer academia, psicólogo e alimentação diferenciada”.

Em 2013, foram investidos cerca de R$ 1,5 milhão. Com o intuito de fortalecer o programa e aumentar o número de beneficiados, a Secretaria de Juventude, Esportes e Lazer reuniu representantes de vários setores no I Fórum Estadual do Programa Bolsa Atleta. “Foi o primeiro fórum da história e chamamos todos que fazem o esporte para atualizar a lei e deixar mais próxima dos atletas. Não somos donos da verdade e isso precisa ser feito ouvindo todos, que é o que estamos fazendo”, explicou o secretário Tibério Limeira.