João Pessoa
Feed de Notícias

Resultado do Enade destaca o Campus da UEPB, em Catolé

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010 - 15:29 - Fotos: 
No último resultado do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) divulgado em 2009, pelo Ministério da Educação, o curso de graduação em Letras do campus IV da Universidade Estadual da Paraíba, em Catolé do Rocha, ficou com conceito quatro numa escala que vai até cinco. Tal conceito pode ser classificado como muito bom e se iguala aos cursos dos campi de Guarabira e Campina Grande, mais antigos e que obtiveram a mesma nota.

O campus de Catolé do Rocha, onde funciona o Centro de Ciências Humanas e Agrárias, também vem se destacando pelos seus projetos de Pesquisa e Extensão, entre eles: Minorização e Exclusão: A Cidade Contemporânea em Marcelino Freire; Leitura e Elaboração de Poemas com Alunos da Escola Pública de Catolé do Rocha; O Ensino Médio Integrado à Educação Profissional: a consolidação da experiência nas Escolas Pioneiras da Paraíba; Projeto Cultural Geraldo Maciel – Promovendo a leitura em Catolé do Rocha, todos com participação de alunos extensionistas, bolsistas e voluntários.

O projeto de Leitura e Elaboração de Poemas, coordenado pelo professor e chefe do Departamento de Letras do CCHA, Auríbio Farias, procura desenvolver incentivo à leitura, valorização da cultura local e estimular jovens das comunidades de Catolé do Rocha à criação, edição e circulação de produção literária coletiva. Além disso, o projeto busca desenvolver dinâmicas coletivas de incentivo à leitura; estimular nos jovens a criação literária e valorização da poesia regional; edição e circulação de livros e vídeo-poesia produzida pelos jovens; e divulgação nas escolas da rede pública de ensino.

O Ensino Médio Integrado à Educação Profissional é um projeto que tem como coordenadora a professora do Departamento de Letras da Benedita Ferreira Arnaud que se propõe a oportunizar a troca de experiências entre as escolas pioneiras, nesta modalidade de ensino no estado da Paraíba: Escola Agrotécnica do Cajueiro, que faz parte do CCHA, Presidente Médici, em João Pessoa e Elpídio de Almeida, em Campina Grande, desde o ano letivo de 2007.

O Projeto Cultural Geraldo Maciel é uma parceria entre a universidade e o município. Tem como objetivos contribuir para o desenvolvimento do gosto pela leitura do texto literário; produzir necessidades sócio-culturais que possam provocar a prática leitora entre pessoas das diferentes faixas-etárias e variados níveis de escolaridade e tratar o domínio da leitura como alternativa para afirmação pessoal perante a sociedade.

O projeto “Minorização e Exclusão”, também coordenado pelo professor Auríbio Farias Conceição, tem como objetivo mostrar como a literatura reflete, refrata e problematiza a cidade contemporânea como caso paradigmático e crítico; e discutir os principais temas objeto de conflitos na obra de Marcelino Freire, que são exclusão e minorização, grandes discussões de nosso tempo.

Outro objetivo dessa investigação é analisar os elementos constituintes da narrativa de Marcelino Freire, narrador, personagens, estruturas narrativas, ambientação, temporalização do relato e da trama. “Com isso esperamos ter mais clareza das imagens da cidade contemporânea em sua literatura, das trocas simbólicas contidas nas relações sociais representadas, do lugar da obra de Freire na literatura contemporânea”, afirmou Auríbio.
 
Marcelino Freire nasceu em Sertânia (PE), em 1967. Em 2002, idealizou e editou a Coleção 5 Minutinhos, inaugurando com ela o selo eraOdito editOra. É um dos editores da PS:SP, revista de prosa lançada em maio de 2003, e um dos contistas em destaque nas antologias Geração 90 (2001) e Os Transgressores (2003). Hoje está radicado em São Paulo, onde vive desde 1991. Alguns de seus livros publicados são: EraOdito; Angu de Sangue; BaléRalé; Contos Negreiros. Em 2006, ganhou o Prêmio Jabuti de Literatura, em 2006, na categoria ‘Contos’ pela obra “Contos Negreiros”.

Da Assessoria de Imprensa da UEPB