João Pessoa
Feed de Notícias

Representantes do Governo do Rio Grande do Norte visitam unidades penais da Paraíba

terça-feira, 4 de setembro de 2012 - 18:28 - Fotos: 

Foto: Roberto Guedes/Secom-PB

Representantes das Secretarias de Educação e da Justiça e Cidadania do Estado do Rio Grande do Norte visitaram unidades penais da Paraíba nesta terça-feira (4). O objetivo foi conhecer o trabalho realizado pela Gerência de Ressocialização da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária da Paraíba (Seap) nas áreas de educação e profissionalização.

Foto: Roberto Guedes/Secom-PB

A comissão era formada pelas técnicas pedagógicas Rosa de Fátima e Angelita Leal (educação profissional), a representante do Núcleo da Diversidade, Gorete Nunes, e também do Núcleo dos Direitos Humanos, Vanduí Guedes, todos da Secretaria de Educação do Rio Grande do Norte, além da coordenadora de políticas para as mulheres, Carmosita Nóbrega, o diretor da escola penitenciária, João Batista, e a coordenadora pedagógica Francinadja Alves, da Secretaria de Justiça e Cidadania.

As primeiras unidades visitadas pelos gestores foram a Penitenciária Desembargador Sílvio Porto e Penitenciária de Recuperação Feminina Maria Júlia Maranhão. Nos dois momentos foram apresentados os trabalhos, que vão desde o ensino regular, até o ensino profissionalizante. “Nosso trabalho serve de exemplo para todo o Brasil, já que na Paraíba uma grande porcentagem de detentos tem a chance de continuar os estudos e aprender uma nova profissão”, disse Ziza Maia, que coordena o trabalho de ressocialização.

Foto:Roberto Guedes/ Secom-PB

Para Carmosita Nóbrega, a interação entre os estados é de extrema importância para que a troca de experiências faça com que ambos consigam crescer juntos e conquistar melhores resultados no que se diz respeito à ressocialização dos presos.

No último final de semana, 740 detentos realizaram exames supletivos dos ensinos fundamental e médio. Em breve, outros terão a chance de fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A expectativa da Seap é que 700 apenados e familiares recebam formação profissional até o final do ano.